Fortaleza, Quarta-feira, 18 Janeiro 2017

Pesquisar

Processo virtual


Projetos

Publicações

Eventos e Destaques

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Musicais
Terça, 27 Dezembro 2016 12:16

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos, desta segunda-feira (26/12) destaca a apresentação, na íntegra, do show realizado por Frank Sinatra no Maracanã, em 1980. De acordo com o produtor e apresentador Renato Abreu, o espetáculo recebeu 120 mil pessoas, “o maior show da carreira dele”. Além da maior plateia, segundo Renato Abreu, o show foi marcante por abrir as portas do País para os grandes espetáculos. “Antes o Brasil não tinha estrutura para receber eventos desse tamanho. Foi só com o sucesso desse show que outros produtores começaram a ver o Brasil como opção, e daí tivemos Paul McCartney, Madonna, o Rock in Rio e uma série  grandes de shows." O programa vai  prestar ainda uma homenagem ao músico pop George Michael, que faleceu ontem vítima de insuficiência cardíaca. O músico fez sucesso na década de 1980, quando fez parte do duo Whan. Com o fim da dupla, seguiu carreira solo de sucesso. Sinatra & Amigos é transmitido todas as segundas-feiras, às 20h, com reprise aos sábados, a partir das 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Dezembro 2016 10:37

Brasilidade

O programa Brasilidade  apresenta, neste domingo (25/12), canções natalinas de autores estrangeiros que receberam versões no Brasil, além de composições criadas aqui no País. As músicas, das décadas de 1930 e 1950, foram criadas especialmente para a celebração do Natal que fazem parte da coletânea de dois volumes "Natal no Brasil". Ao todo, são 20 faixas no primeiro volume, com músicas registradas entre 1933 e 1956 por diversas gravadoras. "Natal no Brasil" é cantado em verso e melodia pelas maiores vozes do passado: Francisco Alves, Aurora Miranda, Carlos Galhardo, Orlando Silva, Dalva de Oliveira, Elizeth Cardoso, Leny Eversong, Ângela Maria e João Dias, Carmen Miranda, Dick Farney, Alvarenga e Ranchinho, Blackout, Neide Fraga e Zelinha do Amaral. Os cantores têm acompanhamento especial de maestros e conjuntos como Maestro Fon-Fon, Maestro Severino Filho, Radamés Gnattali, Diabos do Céu, Trio Madrigal, Trio Melodia, Aloysio e Seu Conjunto, entre outros. Já entre os compositores, estão nomes como Ary Barroso, Herivelto Martins, Hervé Cordovil, Lina Pesce e David Nasser. O primeiro volume de “Natal no Brasil” traz, na primeira faixa, o Conjunto Radamés Gnattali interpretando "Introdução: Cantigas de Natal parte dois". Carlos Galhardo & Diabos do Céu interpretam "Boas Festas", de Assis Valente, de 1933, enquanto Aurora Miranda canta "Natal Divino", de autoria de Milton Amaral, de 1935. Leny Eversong canta "Prece de Natal", de autoria de José Saccomani, Lino Tedesco e Walter Melo. Essa canção foi lançada no ano de 1956, no LP "Natal no Brasil". Neide Fraga canta "Quando Chega o Natal", de autoria de Sereno, codinome de Inácio de Oliveira. A canção conta com a participação do conjunto Demônios da Garoa e da orquestra de Edmundo Peruzzi. A música é do ano de 1950, disco 78 RPM, lançado pela gravadora Odeon. O cantor Ivon Cury regravou-a em 1957, pela gravadora RCA Victor. Com apresentação de Narcélio Limaverde e produção de Fátima Abreu e Ronaldo César, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Dezembro 2016 10:30

Acordes do Brasil

O trabalho dos músicos Severino Araújo, Raul de Souza, Toninho Ferragutti, K-Ximbinho,  Marco Pereira e o Trio Madrigal, que interpreta Dilermando Reis, estará em destaque no programa Acordes do Brasil, deste domingo (25/12). O músico pernambucano Severino Araújo começou a carreira musical aos 16 anos, produzindo arranjos para a Banda da cidade de Ingá, na Paraíba, local onde sua família foi morar. Também passou a tocar clarinete, instrumento que o tornou famoso em 1936, a partir de então, passou a integrar a Banda da Polícia Militar da Cidade de João Pessoa Em 1945, conquistou sucesso com o choro "Espinha de Bacalhau",  que se tornou um clássico da MPB. A música de autoria dele foi gravada com a Tabajara, que, no mesmo ano, chegou ao Rio de Janeiro também contratada pela rádio Tupi. Já o músico e compositor, K-Ximbinho, nome artístico de Sebastião Barros, iniciou a carreira musical no Conjunto de Jazz, mas também tocou saxofone e requinto. Em 1938,  passou a integrar a orquestra Tabajara, de Severino Araújo, e quatro anos mais tarde se radicou no Rio de Janeiro. Na década de 1940, K-Ximbinho tocou em diversas orquestras e também foi músico de estúdio, acompanhando cantores. Em 1946, o músico passou a participar da Tabajara, que foi a primeira a gravar a composição de sua autoria, o clássico choro "Sonoroso". Outras composições de sua autoria também se tornaram clássicos do choro; "Eu Quero é Sossego", "Saudades de um Clarinete" e "Gilka". Produzido por Ronaldo César e apresentado por Sonja Andrade, o Acordes do Brasil vai ao ar aos domingos, às 11h. A reprise acontece nas segundas-feiras, a partir das 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Dezembro 2016 10:28

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará? apresenta, neste sábado (24/12), a trajetória musical de Ricardo Barsotelli. Nascido em Belém do Pará, o músico começou a cantar e tocar violão aos 11 anos de idade e, durante a adolescência, participou de bandas formadas com amigos da escola, destacando-se em festivais no colégio. Com 19 anos, Ricardo Barsotelli chegou a Fortaleza em busca para se tornar locutor de rádio. No início da carreira, participou de uma grande banda como crooner. A partir de então, começaram a surgir convites para apresentações em bares e festas. No repertório, o artista faz um passeio pelo cenário musical de todos os tempos, sem deixar de fora os grandes hits que marcaram época, tanto nacionais como internacionais, e os grandes sucessos do momento. Com cinco CDs gravados, dois com a banda e três acústicos, acompanhado somente  pelo violão, parceiro inseparável, Ricardo Barsotelli preparou para este ano o trabalho que dá continuidade ao projeto "Happy Hour", iniciado em Fortaleza em 2007. Agora lança o "Happy Hour 2", com as músicas mais tocadas em bares, em versão acústica, e outro projeto denominado "Ricardo Barsotelli Samba", em que vai interpretar os clássicos do samba. Com produção e apresentação do jornalista e radialista Jânio Alves, Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h. A reprise acontece às quintas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Dezembro 2016 10:16

Abluesando

O programa Abluesando apresenta, nesta sexta-feira (23/12) um especial de fim de ano com apresentações do álbum musical "The Blues At Christmas -The Very Best Of The Blues", que traz em dois volumes, um total de 33 canções do blues. No primeiro disco, há clássicos como “It’s My Own Fault Baby”, de B.B. King; “My First Wife Left Me”, de John Lee Hooker; “Some Day Baby”, de Fred McDowell, "I Feel So Good", Magic Sam e outros sucessos. Já  a coletânea traz músicas "Lightnin´ Hopkins", de Morning Blues, "Don´t Burn Down The Bridge", de Albert King, "Sweet Home Chicago", de Luther Allison, "Jelly Roll King", de Frank Frost entre outras. Abluesando é produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa e vai ao ar às sextas-feiras, a partir das 20h.

Vídeo relacionado

Sexta, 23 Dezembro 2016 11:56

Gonzagando

O programa Gonzagando apresenta, nesta quinta-feira (22/12), o CD "Dominguinhos e Convidados cantam Luiz Gonzaga - Volume dois", lançado em 1997, pela gravadora Velas. Umas das faixas de destaque do CD é  "Estrela de Ouro", de Antônio Barros e José Batista, com a participação de Dió de Araújo, do Trio Xamego. No álbum, Dominguinhos reuniu convidados como Chico Buarque, cantando "A Vida do Viajante", de Luiz Gonzaga e Hervé Cordovil; Joquinha Gonzaga, sobrinho do Rei do Baião, com"Tacacá", de Luiz Gonzaga e Lourival Passos, e a atriz e cantora Tânia Alves, interpreta "Qui Nem Jiló", de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira. O cantor e compositor cearense Fagner também participa, interpretando a música "De Teresina a São Luiz", de João do Vale e Helena Gonzaga. Tem ainda Quinteto Violado, interpretando "Numa Sala de Reboco", de Zé Marcolino e Luiz Gonzaga. Produzido por Fátima Abreu e apresentado por Gerardo Anésio, o Gonzagando vai ao ar nas quintas-feiras, a partir das 20h, com reprise aos domingos, às 6h.

Vídeo relacionado

Terça, 20 Dezembro 2016 12:59

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos apresenta, nesta segunda-feira (19/12), edição especial de Natal, com clássicas canções americanas na voz de Frank Sinatra. Dentre as canções natalinas estão “Jingle Bells”, “The Christmas Song”, “Christmas Memories”, “White Christmas”, “Hark the Herald Angels Sing”, “Adeste Fideles”, “Silent Night”, “I Herad the Bells on Christmas Day” e “Whatever Happened to Christmas”. No programa ainda canções interpretadas por grandes nomes da música americana. Destaque para Stevie Wonder, Paul McCartney, Lady Gaga e Elvis Presley. Além dos clássicos, o jornalista Renato Abreu, apresentador do programa, destaca a canção “Chegaste”, do Rei Roberto Carlos em parceria com a cantora norte-americana Jennifer Lopez. Sinatra e Amigos  é transmitido todas as segundas-feiras, das 20h às 21h30, com reprise aos sábados, às 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 19 Dezembro 2016 10:27

Brasilidade

O programa Brasilidade  apresenta, neste domingo (18/12), o trabalho da cantora Neide Hor-Meyll Fraga, conhecida como Neide Fraga.  A artista nasceu no dia 17 de dezembro de 1925, no bairro carioca de Madureira e foi para São Paulo com apenas um ano de idade.  Neide Fraga iniciou carreira em 1941, no programa de calouros Hora da Peneira, da rádio Cultura de São Paulo. Participou por seis domingos seguidos, obtendo sempre o primeiro lugar com a música "Eu gosto de samba", de Ary Barroso, acompanhada pelo regional do Zé da Pinta. Em 1942, foi contratada pela rádio Cruzeiro do Sul e fez várias apresentações no programa Feira de Variedades, apresentado por Blota Júnior e Vicente Leporace. Nos dois anos seguintes, atuou na rádio Bandeirantes e posteriormente na Record. A primeira gravação para o selo Elite-Special registrando a toada "Triste Adeus", de Rômulo Pais e o baião "Eh! Boi", de Hervé Cordovil, foi em 1950. Em seguida lançou o samba "Meu romance", de Sereno; o samba canção "Quando alguém vai embora", de Cyro Monteiro e Dias da Cruz, e com o conjunto vocal paulista Demônios da Garoa a marcha "Quando chega o Natal", de Sereno. Neste mesmo ano, recebeu o Prêmio Roquette Pinto. Em 1951,  gravou o baião "Tá moiado, tá," de Rômulo Paes, Adoniran Barbosa e Delê. No ano seguinte, gravou a toada baião "Esta noite serenou", de Hervê Cordovil, os sambas "Perdão amor" e "Revelação", os dois de Ivon Curi. Produziu grandes sucessos pela gravadora Odeon. Seu primeiro registro nesse selo foi a música "Baião de Ana", de R. Vatro e J. C. Rocha, de 1953, incluída no filme italiano do mesmo nome e que obteve repercussão internacional. Entre 1953 e 1958, gravou na Odeon um total de 13 discos, com 26 músicas. Produzido por Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentado por Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 19 Dezembro 2016 10:26

Acordes do Brasil

O programa Acordes do Brasil apresenta, neste domingo (18/12), o trabalho do músico Gabriel Guedes, filho do cantor e compositor Beto Guedes. Gabriel lançou, no ano de 2003, o CD "Choros de Godofredo", com músicas de autoria do seu avô,  Godofredo Guedes - músico, poeta, pintor, compositor e marceneiro. Participam do álbum Gustavo Monteiro, Warley Henrique, Zazá, Gabriel Guedes, Milton Nascimento, Beto Guedes, Yamandu Costa, Tavinho Moura, Wagner Tiso, Clóvis Aguiar, Beto Lopes, Neném e grupo Sarau Brasileiro. Seguindo os passos do pai, Beto Guedes, um dos pioneiros do Clube da Esquina, Gabriel Guedes é multi-instrumentista, transitando à vontade no piano, violão, guitarra, bandolim e baixo, sem falar no violino e no seu inseparável trompete. Como compositor, investe em temas orquestrais e também na veia pop, presente em seu segundo CD, "Gabriel Guedes", com produção própria e participação do primeiro time do famoso Clube: Toninho Horta, Milton Nascimento, Lô Borges, Flávio Venturini, Beto Guedes e Tavinho Moura.

Vídeo relacionado

Segunda, 19 Dezembro 2016 10:24

Qual é o Tom do Ceará?

A dupla Bruno Cajon e Jameson Alencar participa, neste sábado (17/12), do programa Qual é o Tom do Ceará. Músicos conhecidos por tocar em barzinhos, eles se conhecem há seis anos. Jameson ao violão e Bruno no cajon, uma espécie de percussão, estão lançando o CD "Som dos Barzinhos - Volume 2", reunindo músicas de Roberto Carlos, Tim Maia, Lulu Santos, Renato Russo, Djavan entre outros. Produzido e apresentado pelo jornalista e radialista Jânio Alves, o Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h. A reprise acontece às quintas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Página 1 de 74

Portal do Servidor

Comitê / Frente

Enquete

Quais as suas expectativas para a quadra chuvosa de 2017?

Será um ano de boas chuvas, que vão garantir a recarga dos reservatórios - 36.7%
O volume não será suficiente para reverter os cinco anos de seca - 50%
Acredito em mais um ano de estiagem - 13.3%
A votação para esta enquete foi encerrada em: %16 %b %2017 - %10:%Jan


 

  29ª Legislatura - Assembléia Legislativa do Ceará                                                                                    Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500