Fortaleza, Sexta-feira, 22 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Musicais
Terça, 04 Dezembro 2018 13:30

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos apresenta, nesta segunda-feira (03/12), sucessos do cantor, compositor, maestro e produtor musical norte-americano Barry White.Também em destaque o álbum My Way, em que o cantor norte-americano  Willie Nelson homenageia Frank Sinatra, amigo pessoal dele. O disco foi lançado em setembro pela Legacy Recording e é o 68º da carreira do cantor e compositor de música country, escritor, ator, poeta e ativista. No álbum, Willie Nelson reúne 11 canções de Sinatra, entre as quais, “My Way”, “A Foggy Day”, “Fly Me to the Moon”, “It Was a Very Good Year”, “Summer Wind” e “Night and Day”. Produzido e apresentado pelo jornalista Renato Abreu, o Sinatra e Amigos vai ao ar às segundas-feiras, a partir das 20h. A reprise acontece aos sábados, às 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 03 Dezembro 2018 12:32

Brasilidade

Neste domingo (02), o programa Brasilidade reverencia a obra do cantor, compositor e ativista de movimentos sociais Candeia. Nascido no Rio de Janeiro, em 1935, desde a infância frequentou rodas de samba e de choro organizadas pelo pai. Aprendeu a tocar violão e cavaquinho e começou a compor com apenas 13 anos. Em 1953, com 20 anos, Candeia escreveu o primeiro samba-enredo para a Portela. A escola foi campeã no Carnaval daquele ano, com nota máxima em todos os quesitos. Candeia entrou para a Polícia Civil aos 22 anos, mas não teve carreira longa. Aos 30 anos, durante uma abordagem, levou cinco tiros e ficou paralítico. A aposentadoria precoce o levou a se dedicar ainda mais à música. A vida e a carreira do músico também foram marcadas pelo ativismo e relação com entidades do Movimento Negro. Em 1975, fundou o Grêmio Recreativo de Arte Negra Escola de Samba Quilombo, que tinha como propostas defender o samba autêntico e desenvolver um centro de pesquisa voltado para o estudo da arte negra. A escola recebeu artistas como Clara Nunes, João Nogueira, Guilherme de Brito e Paulinho da Viola. Candeia teve uma vida e uma carreira intensas, interrompidas em novembro de 1978, quando o artista morreu, aos 43 anos. Com produção de Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 03 Dezembro 2018 12:27

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará? recebe, neste sábado (01), a  banda Renegados. Formado em 1993, o grupo  de Rock e Blues tem nas composições próprias elementos da música de várias partes do mundo, especialmente da música brasileira, com raízes da região Nordeste. Inspirada no  rock dos anos 1950, 1960 e 1970. Junto com o repertório autoral, os Renegados fazem uma viagem pelo universo musical de vários artistas e bandas, como Jimi Hendrix, Led Zeppelin, Cream, Santana, The Doors, Raul Seixas, Luiz Gonzaga, entre outros. O grupo lançou, em 2001, seu primeiro CD, intitulado "Sem Fronteira", gravado em apresentações no anfiteatro do Centro Cultural Dragão do Mar e no Alforria Bar. "Essência", segundo álbum, foi gravado durante shows realizados no Centro Cultural Dragão do Mar, no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Fortaleza, e também no interior do Ceará.   Já o terceiro disco, "Além dos Rótulos", foi em estúdio e apresentações ao vivo, entre 2007 e 2011, e lançado oficialmente em 2012. A banda Renegados participou de festivais como Ceará Music, Vida e Arte, Mostra Sesc Cariri de Cultura, Feira da Música, Mostra de Teatro de Guaramiranga, Festival Jazz e Blues, Festival Pró-Cultura, encontros de motociclistas, entre outros. O grupo é integrado por Marcelo Renegado, Ricardo Pinheiro, Romualdo Filho e pelo baterista Celso. Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h, com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes. A reprise é apresentada nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 03 Dezembro 2018 12:03

Abluesando

O programa Abluesando, desta sexta-feira (30/11), apresenta a história do músico Big Joe Williams. De estilo inconfundível, sua voz forte era acompanhada da guitarra de 9 cordas, que ele mesmo inventou, usando captador elétrico e um slide, ou bottleneck. Essa junção produzia um timbre diferenciado e um som único. Em uma carreira de mais de quatro décadas, gravou vário clássicos para uma variedade de gravadoras. Big Joe foi um artista que viajou pelos Estados Unidos tocando em bares, ruas e nos campos de plantações. No começo de 1920 ele começou a trabalhar para a Birmingham Jug Band e gravou com o grupo em 1930 para o selo Okeh. Na década de 50 e 60 com seu estilo de guitarra e vocais tornou-se popular entre os fãs de folk-blues. Uma presença regular nos circuitos de concertos, em turnê pela Europa e no Japão no final dos anos 60 e início de 70, se apresentou em importantes festivais dos EUA. E tocou a sua guitarra de nove cordas por 60 anos. Produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa, Abluesando vai ao ar todas as sextas-feiras, a partir das 20h. 
Quinta, 29 Novembro 2018 14:11

Sons dos Festivais

O programa Sons dos Festivais da rádio FM Assembleia (96,7MHz) desta quarta-feira (28/11), às 20h, apresenta a trajetória do compositor e cantor Vicente Lopes. Ele foi um dos destaques do movimento musical Massafeira, que reuniu, em março de 1979, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, mais de 200 artistas cearenses. A composição “Viravento” foi para o álbum do Massafeira, gravado na CBS, no Rio de Janeiro, e lançado em outubro de 1980.Antes, em 1973, venceu o I Festival Intercolegial da Canção (FIC), na terra natal dele, Sobral, com a música “O Bom Baiano”, em parceria com Dorelande Lima. Em 1975, com o trabalho “Canto do Cisne”, conquistou o I Festival Musical do Mandacaru, festival de âmbito estadual.No ano seguinte, com a música “Anonimato”, venceu a segunda edição do mesmo festival, em Sobral. E, no dia 30 de outubro de 1977, voltou a vencer o Mandacaru (terceira edição do festival),  com a música “Viravento”.Vicente Lopes, que também ficou conhecido com a música “Lagoa de Aluá”, em parceria com Ednardo e Climério, concorreu em junho de 2010 ao VII Festival de Inverno da Serra da Meruoca, com a música “Nascente”, depois título do CD. A música aborda a temática da preservação dos recursos hídricos, tomando o rio Acaraú como fonte de inspiração. O lançamento do CD “Nascente” ocorreu no ano seguinte, 2011, no Teatro São João.Também serão apresentadas durante a atração canções do Festival da Música de Fortaleza, que será realizado no novo Teatro São José nos dias 30 de novembro, 1º e 8 de dezembro de 2018. Composições e interpretações de Edu Lobo, Marília Medalha, Paulinho Pedra Azul, Valerie Mesquita, Ronald Saar, Alceu Valença, Robertho Ázis, entre outros, também fazem parte da seleção.Produzido por  Nazicélia Costa e apresentado por Haroldo Holanda, Sons dos Festivais vai ao ar todas as quartas, a partir das 20h, com reprise aos sábados, às 16h.

Vídeo relacionado

Terça, 27 Novembro 2018 12:02

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos desta segunda-feira (26/11) destaca o álbum My Way, em que o cantor norte-americano  Willie Nelson homenageia Frank Sinatra, amigo pessoal dele. O disco foi lançado em setembro pela Legacy Recording e é o 68º da carreira do cantor e compositor de música country, escritor, ator, poeta e ativista. No álbum, Willie Nelson reúne 11 canções de Sinatra, entre as quais, “My Way”, “A Foggy Day”, “Fly Me to the Moon”, “It Was a Very Good Year”, “Summer Wind” e “Night and Day”. No quadro Música de Natal, o programa apresenta canções natalinas interpretadas por Frank Sinatra. Produzido e apresentado pelo jornalista Renato Abreu,  Sinatra e Amigos vai ao ar às segundas-feiras, a partir das 20h, com reprise aos sábados, às 18h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Novembro 2018 11:54

Brasilidade

O programa Brasilidade homenageia, neste domingo (25/11), o cantor e compositor Sidney Álvaro Miller Filho, que nasceu no dia 18 de abril de 1945 e faleceu em 16 de julho de 1980. O músico carioca de Santa Teresa despertou comocompositor no cenário musical brasileiro durante a década de 1960. Assim como outros artistas que também estavam começando, ele participou, com algum destaque, de diversos festivais de música bastante populares nesse período. Cursou Sociologia e Economia, porém sem concluir nenhum dos cursos. No início da carreira, o artista chegou a ser comparado com o também estreante Chico Buarque, uma vez que tinham em comum, além da timidez, a temática urbana e um especial cuidado na construção das letras. Além disso, a cantora Nara Leão, famosa por revelar novos compositores, teve grande importância na estreia dos dois cantores ‒ inclusive gravando, em 1967, o disco "Vento de Maio", no qual dividiam quase todo o repertório. Chico Buarque assinou quatro canções, enquanto Sidney Miller era o autor de outras cinco. O primeiro registro importante como compositor foi em 1965, no primeiro Festival de Música Popular Brasileira da TV Excelsior, em São Paulo, obtendo o quarto lugar com a música “Queixa”, composta em parceria com Paulo Thiago e Zé Keti, interpretada por Cyro Monteiro. Sidney Álvaro continuou participando de festivais e, em 1967, no terceiro Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, conquistou o prêmio de Melhor Letra com a canção “A Estrada e o Violeiro”, interpretada por ele e Nara Leão. Em 1968, o músico participou do primeiro Festival de Juiz de Fora, de Minas Gerais, com a música “Sem Assunto”, interpretada por Cynara e Cybele e classificada em primeiro lugar. No teatro, participou como compositor ao lado de Theo de Barros, Caetano Veloso e Gilberto Gil, da trilha sonora da peça "Arena conta Tiradentes", de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri, que foi apresentada em 1967. Com produção de Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Novembro 2018 11:52

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará? deste sábado (24/11) recebe o cantor Gustavo Serpa, uma das vozes mais requisitadas em casamentos, aniversários, shows e demais eventos. O cantor, que já gravou cinco CDs, apresenta um repertório que faz parte da galeria de hits regionais, nacionais e também internacionais, interpretando músicas de cantores famosos como Michael Buble, Josh Groban, Rihanna, Frank Sinatra, Roberto Carlos, Barry White e Madonna. O mais recente trabalho é o disco “Tempo de Misericórdia” que reúne 12 músicas religiosas. Gustavo Serpa é natural do município de Maranguape, formado em letras e está na área musical há 16 anos. Com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes, Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h. A reprise acontece nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Quinta, 22 Novembro 2018 14:31

Sons dos Festivais

O programa Sons dos Festivais,  desta quarta-feira (21/11), apresenta a obra do músico fortalezense José Ednardo Soares Costa Sousa, conhecido como Ednardo. O compositor e cantor iniciou a carreira musical na segunda metade da década de 1960, juntamente com outros artistas conterrâneos, como Raimundo Fagner, Belchior e Amelinha. Já no começo da trajetória artística, o músico venceu o Primeiro Festival Nordestino da Música Brasileira. Em Fortaleza, Ednardo foi diretor artístico-musical do programa da TV Ceará “Show do Mercantil”, apresentado por Augusto Borges.  Ele fez parte de uma geração – o Pessoal do Ceará – que expandiu a música cearense para o Brasil inteiro. Ednardo também é responsável por outro momento marcante no final dos anos 70 e início dos anos 80, o show-álbum duplo "Massafeira".  O Sons dos Festivais traz ainda canções do Festival da Música de Fortaleza e composições e interpretações de Geraldo Vandré, Clara Nunes, Ana Paula da Silva, Mauro Celso, Moacyr Luz, entre outros. Com produção de Nazicélia Costa e apresentação de Haroldo Holanda, o programa vai ao ar às quartas-feiras, às 20h, com reprise aos sábados, às 16h.

Vídeo relacionado

Terça, 20 Novembro 2018 13:25

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos, desta segunda-feira (19/11) traz um apanhado de apresentações ao vivo de Frank Sinatra. Entre os grandes shows que serão relembrados estão o do Madison Square Garden em 1991 e a reconhecida performance em abril de 1974, no Carnegie Hall, em New York. No quadro Música de Natal, os ouvintes poderão conferir ainda a música “Para não ser triste”, com o padre Fábio de Melo; “Natal das crianças”, na voz de Ivete Sangalo, além de Frank Sinatra e os filhos Nancy, Tina e Frank Júnior no clássico natalino “I  Wouldn’t Trade Christimas”. Com produção e apresentação do jornalista Renato Abreu, o Sinatra e Amigos vai ao ar às segundas-feiras, a partir das 20h, com reprise às 18h, nos sábados.

Vídeo relacionado

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Como garantir a punição para quem promove violência nos estádios?

Musicais - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500