Fortaleza, Quinta-feira, 22 Abril 2021

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Companhia de Bombeiros da AL recomenda como se proteger de raios - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quarta, 07 Abril 2021 10:26

Companhia de Bombeiros da AL recomenda como se proteger de raios

Avalie este item
(0 votos)
Companhia de Bombeiros da AL recomenda como se proteger de raios Foto: Divulgação
O Brasil ocupa a primeira posição no ranking de países com a maior incidência de raios no mundo. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que estima uma média de 50 milhões de raios caindo por ano no território nacional.

Neste 2021, somente no Ceará, já foram registrados até o final de março, quase 55 mil raios em todo o Estado. As informações foram contabilizadas pela Enel Distribuição Ceará.

Para o tenente coronel Emerson Bastos, da 7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará, é fundamental seguir algumas dicas para se proteger de raios.

Ele recomenda que, em situações climáticas com raios, deve-se fugir de locais planos e abertos; evitar andar de moto ou bicicleta, e não ficar próximo de árvores ou de guarda-sol; se afastar de objetos que conduzem eletricidade; dentre outras medidas.

“Saia de abrigos abertos, como quiosques e barracas de praia; saia da água; abrigue-se em construções ou túneis; entre no carro; abaixe-se caso seja surpreendido e, se não houver um abrigo, sendo o ideal nesses casos ficar agachado com as mãos no joelho e a cabeça entre eles”, acrescenta o tenente coronel.

Segundo ele, as descargas elétricas por raios podem causar sérias queimaduras, danos ao coração, pulmões, sistema nervoso central e outras partes do corpo, através do aquecimento e uma variedade de outras reações eletroquímicas provocadas pela descarga elétrica.

Emerson Bastos alerta ainda que a morte ocorre em aproximadamente 30% dos casos de pessoas atingidas por raio. “A maior parte dos óbitos ocorre por parada cardíaca e respiratória. Já as sequelas permanentes estão presentes em mais de 70% das pessoas”, assinala.
RG/AT/com FM Assembleia

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 148 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500