Imprimir esta página
Terça, 23 Novembro 2021 13:10

CPI pede informações sociais (Rais) de entidades militares nos últimos 5 anos

Avalie este item
(0 votos)
Reunião da CPI das Associações Militares Reunião da CPI das Associações Militares Foto: Paulo Rocha
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Associações Militares da Assembleia Legislativa aprovou, em reunião na manhã desta terça-feira (23/11), requerimento do deputado Elmano Freitas (PT).

Relator da CPI, o parlamentar solicita ao Ministério do Trabalho e Previdência a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de entidades militares nos últimos cinco anos. Segundo Elmano Freitas, as informações devem ser somadas com demais documentos para o entendimento do repasse de verbas e recursos recebidos pelas entidades.

“Estamos solicitando informações simples para cruzar com o que já temos em mãos e assim definir opiniões consistentes com provas sobre qualquer acontecimento”, afirmou.

Foram cientificados ainda dois ofícios, sendo um da Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado e outro da Assessoria de Inteligência da Secretaria Municipal das Finanças, contendo informações sobre demonstrativos de repasse do Governo a todas as associações de policiais militares e bombeiros e informações relativas a notas fiscais de serviços, respectivamente.

O deputado explicou que os documentos devem ser analisados e estudados para começar a ouvir as entidades envolvidas nas investigações. “Estamos fazendo tudo com muita responsabilidade. Todas as informações estão sendo cuidadosamente estudadas, para que possamos ouvir e questionar as entidades e pessoas em busca de esclarecer dúvidas”, disse.

BALANÇO

O presidente da CPI, deputado Salmito (PDT), destacou em entrevista coletiva que Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Associações Militares da Assembleia Legislativa completa, ao final deste mês, três meses da implantação. Segundo o deputado, foram realizadas oito reuniões ordinárias e uma reunião extraordinária, além de aprovados 32 requerimentos e encaminhados 66 ofícios e 36 memorandos.

“Realizamos ainda inúmeras reuniões da equipe técnica, formada por delegado, auditores e procuradores, para analisar todas as informações e documentos recebidos. É um trabalho sério de investigação para esclarecer acusações graves de movimentos paredistas ligados a associações militares, e devemos fazer tudo com muita calma e clareza, reunindo todas as informações necessárias”, explicou.

Estavam presentes na reunião, conduzida pelo deputado Salmito, além de Elmano Freitas, os deputados Augusta Brito (PCdoB) e Romeu Aldigueri (PDT).

GM/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 571 vezes Última modificação em Terça, 23 Novembro 2021 15:55

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)