Fortaleza, Quarta-feira, 17 Janeiro 2018

Pesquisar

Processo virtual


Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Assembleia Legislativa do Estado do Ceará
O Povo

O Povo (4748)

Quarta, 17 Janeiro 2018 05:23

Coluna Sonia Pinheiro

CLIC INFORMAL   OS DEPUTADOS Gony Arruda e Audic Mota - au plein soleil -, domingo, na barraca Guarderia, em momento troca de figurinhas político-eleitorais, com direito à relax.
O conselheiro Ernesto Saboia, historicamente ligado ao grupo dos irmãos Ferreira Gomes, vai relatar as contas do governador Camilo Santana (PT) do ano passado. Recém-indicado para o Tribunal de Contas do Estado pelo grupo político que dá sustentação ao petista na Assembleia Legislativa, Saboia ganhou em sorteio, na tarde de ontem, a função de relator da atividade fiscal do Governo do Estado em 2017.   Questionado pelo O POVO se temia pressão no julgamento das contas, pela proximidade histórica com o grupo que governa o Estado há vários anos, o conselheiro negou a possibilidade e disse que “juiz não recebe pressão de ninguém”.   “Não, de forma alguma. Estou apto. Tenho experiência de 19 anos nisso daí e nunca sofri…
Quarta, 17 Janeiro 2018 04:08

Coluna Vertical

 Será hoje, na Assembleia Legislativa, o lançamento de comitê do Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama).
Terça, 16 Janeiro 2018 05:44

Coluna Politica

Veto de Tasso a Bolsonaro pode ser pretexto que Wagner queria O veto do senador Tasso Jereissati (PSDB) a uma aliança com Jair Bolsonaro (PSC-RJ) provavelmente deu ao Capitão Wagner (PR) o pretexto que queria para desistir de concorrer ao Governo do Estado. Diante da falta de alternativas, ele disse estar disponível. Mas, ao se deparar com as dificuldades, recuou. A oposição cearense tem, ou tinha, três pilares: Tasso, Wagner e Eunício Oliveira (PMDB). Nenhum deve concorrer ao governo.   Eunício seria a primeira opção, uma vez que disputou o cargo em 2014. Porém, está decidido a tentar a reeleição como senador e tratou de defender o nome de Tasso para a disputa. Isso foi antes de se aproximar de…
O governador Camilo Santana (PT) chegou a ter pelo menos 15 deputados estaduais na oposição, o que possibilitava, por exemplo, abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para desgastar a gestão que havia acabado de assumir o Governo do Estado. Passados três anos, a gestão conseguiu praticamente anular as principais forças opositoras.   Pelo menos nove siglas integravam as fileiras opositoras ao governador em 2015. Uma a uma, no entanto, foi deixando o posto. A articulação do governador Camilo Santana e de aliados, pelos bastidores, acabou mudando de lado partidos como o PV, PPS, PMB, DEM, e por fim, o MDB — maior partido adversário nos últimos anos. Para o deputado estadual Heitor Férrer (PSB), que se considera oposição, foi…
Liderando a bancada de oposição ao governador Camilo Santana (PT), logo após a derrota do senador Eunício Oliveira (MDB) ao Palácio da Abolição, ainda em 2014, o MDB não mais se declara pertencente à ala opositora ao petista na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), três anos passados desde o racha do grupo.   O presidente estadual da legenda, Gaudêncio Lucena, reconhece que a chamada “parceria institucional” entre o governador e o presidente do Congresso Nacional “fez com que aquele discurso de oposição que vinha se caracterizando no partido, ao longo deste mandato, houvesse uma reversão”.   Sobre o assunto Encolhimento da oposição é "golpe", dizem adversários de Camilo O ex-vice-prefeito de Fortaleza não consegue ainda dizer aonde está o MDB…
A oposição no Ceará ainda acredita em um acordo que possa tornar realidade a candidatura do deputado estadual Capitão Wagner (PR) ao Governo do Ceará em outubro próximo.   Sobre o assunto Candidatura seria "uma irresponsabilidade", diz Wagner em áudio Depois do parlamentar recuar, com as condições impostas pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), lideranças que fazem oposição ao governador Camilo Santana (PT) não creem ainda no discurso de desistência. Na última sexta-feira, 12, Wagner chegou a declarar ao O POVO inclinação para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados.   O senador tucano vetou a presença do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) no palanque de oposição. Capitão Wagner, no entanto, defende palanque aberto. Além disso, afirma que não quer se…
O deputado federal Jair Bolsonaro optou pelo silêncio, mais uma vez, depois da decisão do PSDB cearense de vetar a presença dele, como candidato a presidente da República, no palanque que as oposições ao governo Camilo Santana (PT) montam para as eleições de 2018. A assessoria do parlamentar, procurada ontem pelo portal O POVO Online, informou que ele está de férias e não iria comentar o assunto. “O deputado (federal) pediu para ser chamado apenas em caso de urgência”, posicionou-se a assessoria.   O senador Tasso Jereissati, principal liderança tucana no Estado, explicitou a posição do partido em relação a Bolsonaro durante reunião na noite de segunda-feira, da qual participaram representantes de outros partidos envolvidos com o processo de construção…
Sexta, 12 Janeiro 2018 04:23

Coluna Vertical

O promotor Edvando França, novo coordenador do Núcleo de Defesa do Torcedor, avisa que é inconstitucional o comércio de bebida alcoólica nos estádios (foto). Fere o Estatuto do Torcedor. A Assembleia Legislativa está discutindo a liberação.
Quinta, 11 Janeiro 2018 05:45

Coluna Sonia Pinheiro

FORÇA ELEITORAL   ... E O FUTURO político do deputado estadual Capitão Wagner (foto) deverá ser definido no desfecho deste mês.   COM A possibilidade de acerto da estratégia do bloco das oposições ao Poder Camilo Santana.   NO CAPÍTULO: a eventual postulação do governo por Wagner será discutida a partir das análises de pesquisas e de projeções dos partidos que compõem o grupo.   POIS BEM: pesquisas realizadas ainda em dezembro de 2017 apontaram-no como um dos aspirantes mais competitivos das legendas que integram seu grupo.   E, ASSIM, quem está puxando os cabelos à pinça é o PR-CE.   É QUE, caso o parlamentar decida dar adeusinho à sigla, aterrissando no PROS, rolaria um impacto imediato nas composições…
A base de Camilo Santana (PT) minimiza a indicação do deputado estadual Capitão Wagner (PR) para ser o candidato de oposição ao Governo do Estado. A escolha foi do senador Tasso Jereissati (PSDB), que era apontado até então como o principal nome para a disputa. O líder do Governo na Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT) afirmou que a indicação do nome não interfere no trabalho que já vinha sendo feito. “Por parte do Governo, independe de quem vai ser o candidato. Não estamos trabalhando em custa de eleição”, diz. Questionado sobre a movimentação da oposição, que, logo no início do ano, teve reuniões para definir o nome para a disputa, o parlamentar disse que “tem que se movimentar mesmo”. “A…
A base de Camilo Santana (PT) minimiza a indicação do deputado estadual Capitão Wagner (PR) para ser o candidato de oposição ao Governo do Estado. A escolha foi do senador Tasso Jereissati (PSDB), que era apontado até então como o principal nome para a disputa. O líder do Governo na Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT) afirmou que a indicação do nome não interfere no trabalho que já vinha sendo feito. “Por parte do Governo, independe de quem vai ser o candidato. Não estamos trabalhando em custa de eleição”, diz. Questionado sobre a movimentação da oposição, que, logo no início do ano, teve reuniões para definir o nome para a disputa, o parlamentar disse que “tem que se movimentar mesmo”. “A…
Página 1 de 396

Portal do Servidor

Comitê / Frente

Enquete

Você acredita nas previsões dos profetas da chuva, que anunciam uma boa quadra chuvosa para o Ceará em 2018?

O Povo - QR Code Friendly


 

  29ª Legislatura - Assembléia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500