Fortaleza, Sexta-feira, 23 Outubro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Internautas concordam com ensino de música nas escolas - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 10 Agosto 2015 11:59

Internautas concordam com ensino de música nas escolas

Avalie este item
(0 votos)
A obrigatoriedade do ensino de música nas escolas de ensino básico foi estabelecida por lei em 2012, embora nem todas as escolas da rede pública e privada tenham se enquadrado nessa legislação. A enquete do portal da Assembleia Legislativa que esteve no ar entre os dias 3 e 9 de agosto perguntou aos internautas se eles concordam com a lei. A maioria, 83,3%, respondeu que “sim”, pois a medida ajuda a desenvolver a sensibilidade, a criatividade e a integração dos alunos.

Um total de 11,5% dos internautas votou na opção “não”, por perceber a música apenas como mais uma disciplina que iria sobrecarregar o estudante, enquanto 5,1% não têm opinião sobre o tema.

O deputado Ferreira Aragão (PDT), membro da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, concorda com a maioria dos internautas e defende a inclusão do ensino de música nos currículos escolares.

De acordo com ele, além de desenvolver a criatividade, integração e talento do estudante, o ensino de música – assim como todas as formas de arte – pode se tornar uma “qualificação profissional”. “É uma medida que só vem beneficiar a criança e o adolescente. Música é um hobby, mas pode ser uma profissão séria também; então essa é uma medida que tem meu total apoio”, disse.

Já o deputado Carlos Felipe (PCdoB), também membro da Comissão de Educação da Casa, levanta a questão de outra forma. Para ele, “não se deve separar as coisas desse modo”. “Por que só música?”, questionou.

De acordo com Carlos Felipe, o ensino da arte deve ser feito de forma mais ampla, para desenvolver as diferentes capacidades dos estudantes. “Se formos obrigar o ensino de música, por que não incluir pintura também, por exemplo? A arte é muito ampla, então acho que não devemos segmentar dessa forma”, defendeu.

Já a professora de música, licenciada pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), e pianista Mirian Lin concorda com a maioria dos internautas e diz que a importância da disciplina não se sustenta apenas no desenvolvimento da sociabilidade e da sensibilidade.

“A música ajuda na coordenação motora e no senso rítmico-melódico. Isso, somado ao desenvolvimento do trabalho em equipe, à concentração, além da aquisição de uma nova habilidade, pode auxiliar no desenvolvimento de outras disciplinas, como Português e Matemática”, argumentou.
PE/CG

Lido 2625 vezes Última modificação em Quinta, 13 Agosto 2015 16:22

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

O presidente sancionou mudanças no Código de Trânsito Brasileiro que abrandam algumas penas e tornam outras mais duras, como o homicídio ocasionado por motorista embriagado. Você conhece as novas regras?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500