Fortaleza, Segunda-feira, 20 Novembro 2017

Pesquisar

Processo virtual


Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 11 Setembro 2017 12:15

Internautas defendem recursos privados para fomentar pesquisa Destaque

Avalie este item
(0 votos)
A enquete do Portal da Assembleia Legislativa, veiculada entre 4 e 11 de setembro, questionou se a universidade pública deve aceitar recursos da iniciativa privada para fomentar a pesquisa.

Para 45,7% dos internautas é possível a parceria, desde que não comprometa a autonomia da instituição. Outros 39,1% entendem que, em tempos de crise, mais do que nunca é preciso diversificar as fontes de receita, enquanto 15,2% consideram que o investimento em universidades públicas deve ser de responsabilidade do Estado.

Para o deputado Ely Aguiar (PSDC), todo recurso destinado à educação e formação de pessoas deve ser bem aceito. “Com certeza, as universidades devem aceitar recursos privados. O Estado já é bastante onerado e não tem condições de  financiar toda pesquisa”, observa.

O deputado Heitor Férrer (PSB) ressalta que as universidades públicas devem receber recursos de iniciativa privada, desde que isso não comprometa a autonomia da instituição. “As pesquisas não podem ser comprometidas. Os recursos para a educação devem ser aceitos, porém as universidades jamais podem atender a interesses privados”, assinala.

Já a deputada Fernanda Pessoa (PR) aponta que os investimentos em universidades públicas devem ser de responsabilidade do Estado. Segundo a parlamentar, apenas com respaldo de leis investimentos poderiam vir de iniciativa privada. “O Estado deve se responsabilizar por recursos ligados à pesquisa e, assim, nada compromete a autonomia das universidades”, salienta.

Para o professor do Núcleo de Economia Aplicada da Universidade Federal do Ceará (UFC), Guilherme Irffi, os recursos da iniciativa privada são bem-vindos e devem passar por um processo de desburocratização. "Como uma das premissas da universidade é a formação técnica e científica, faz-se necessário entender como deve ser a relação com a iniciativa privada, seja na formação, pesquisa e/ou extensão", defende. Ainda conforme o professor, a universidade deve se aproximar do mercado de trabalho para entender a demanda das empresas.

Em termos de pesquisa científica, segundo o professor, os resultados devem ser aferidos em termos de publicações e patentes. "Nesse sentido, acredito que o financiamento privado também seja bem-vindo, ressaltando a autonomia na condução da pesquisa e na divulgação dos resultados."

Irffi ressalta ainda que a universidade poderia firmar parcerias tanto com a iniciativa privada (como pessoa jurídica) como por meio de doações (seja de pessoa física ou jurídica) para auxiliar na manutenção dos seus equipamentos físicos, como salas de aula, bibliotecas, auditórios, museus e laboratórios. "Essas doações poderiam ser norteadas para os mantenedores de forma a divulgar quem apoia e ajuda na manutenção desses espaços."       

GM/PN

Lido 158 vezes Última modificação em Segunda, 18 Setembro 2017 12:19

Recadastramento

Portal do Servidor

Comitê / Frente

Enquete

Em 20 de novembro é celebrado o Dia da Consciência Negra no País. Você percebe quando está tendo um comportamento racista?


 

  29ª Legislatura - Assembléia Legislativa do Ceará                                                                                    Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500