Fortaleza, Domingo, 16 Dezembro 2018

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Musicais
Segunda, 26 Novembro 2018 11:54

Brasilidade

O programa Brasilidade homenageia, neste domingo (25/11), o cantor e compositor Sidney Álvaro Miller Filho, que nasceu no dia 18 de abril de 1945 e faleceu em 16 de julho de 1980. O músico carioca de Santa Teresa despertou comocompositor no cenário musical brasileiro durante a década de 1960. Assim como outros artistas que também estavam começando, ele participou, com algum destaque, de diversos festivais de música bastante populares nesse período. Cursou Sociologia e Economia, porém sem concluir nenhum dos cursos. No início da carreira, o artista chegou a ser comparado com o também estreante Chico Buarque, uma vez que tinham em comum, além da timidez, a temática urbana e um especial cuidado na construção das letras. Além disso, a cantora Nara Leão, famosa por revelar novos compositores, teve grande importância na estreia dos dois cantores ‒ inclusive gravando, em 1967, o disco "Vento de Maio", no qual dividiam quase todo o repertório. Chico Buarque assinou quatro canções, enquanto Sidney Miller era o autor de outras cinco. O primeiro registro importante como compositor foi em 1965, no primeiro Festival de Música Popular Brasileira da TV Excelsior, em São Paulo, obtendo o quarto lugar com a música “Queixa”, composta em parceria com Paulo Thiago e Zé Keti, interpretada por Cyro Monteiro. Sidney Álvaro continuou participando de festivais e, em 1967, no terceiro Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, conquistou o prêmio de Melhor Letra com a canção “A Estrada e o Violeiro”, interpretada por ele e Nara Leão. Em 1968, o músico participou do primeiro Festival de Juiz de Fora, de Minas Gerais, com a música “Sem Assunto”, interpretada por Cynara e Cybele e classificada em primeiro lugar. No teatro, participou como compositor ao lado de Theo de Barros, Caetano Veloso e Gilberto Gil, da trilha sonora da peça "Arena conta Tiradentes", de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri, que foi apresentada em 1967. Com produção de Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 26 Novembro 2018 11:52

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará? deste sábado (24/11) recebe o cantor Gustavo Serpa, uma das vozes mais requisitadas em casamentos, aniversários, shows e demais eventos. O cantor, que já gravou cinco CDs, apresenta um repertório que faz parte da galeria de hits regionais, nacionais e também internacionais, interpretando músicas de cantores famosos como Michael Buble, Josh Groban, Rihanna, Frank Sinatra, Roberto Carlos, Barry White e Madonna. O mais recente trabalho é o disco “Tempo de Misericórdia” que reúne 12 músicas religiosas. Gustavo Serpa é natural do município de Maranguape, formado em letras e está na área musical há 16 anos. Com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes, Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, a partir das 12h. A reprise acontece nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Quinta, 22 Novembro 2018 14:31

Sons dos Festivais

O programa Sons dos Festivais,  desta quarta-feira (21/11), apresenta a obra do músico fortalezense José Ednardo Soares Costa Sousa, conhecido como Ednardo. O compositor e cantor iniciou a carreira musical na segunda metade da década de 1960, juntamente com outros artistas conterrâneos, como Raimundo Fagner, Belchior e Amelinha. Já no começo da trajetória artística, o músico venceu o Primeiro Festival Nordestino da Música Brasileira. Em Fortaleza, Ednardo foi diretor artístico-musical do programa da TV Ceará “Show do Mercantil”, apresentado por Augusto Borges.  Ele fez parte de uma geração – o Pessoal do Ceará – que expandiu a música cearense para o Brasil inteiro. Ednardo também é responsável por outro momento marcante no final dos anos 70 e início dos anos 80, o show-álbum duplo "Massafeira".  O Sons dos Festivais traz ainda canções do Festival da Música de Fortaleza e composições e interpretações de Geraldo Vandré, Clara Nunes, Ana Paula da Silva, Mauro Celso, Moacyr Luz, entre outros. Com produção de Nazicélia Costa e apresentação de Haroldo Holanda, o programa vai ao ar às quartas-feiras, às 20h, com reprise aos sábados, às 16h.

Vídeo relacionado

Terça, 20 Novembro 2018 13:25

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos, desta segunda-feira (19/11) traz um apanhado de apresentações ao vivo de Frank Sinatra. Entre os grandes shows que serão relembrados estão o do Madison Square Garden em 1991 e a reconhecida performance em abril de 1974, no Carnegie Hall, em New York. No quadro Música de Natal, os ouvintes poderão conferir ainda a música “Para não ser triste”, com o padre Fábio de Melo; “Natal das crianças”, na voz de Ivete Sangalo, além de Frank Sinatra e os filhos Nancy, Tina e Frank Júnior no clássico natalino “I  Wouldn’t Trade Christimas”. Com produção e apresentação do jornalista Renato Abreu, o Sinatra e Amigos vai ao ar às segundas-feiras, a partir das 20h, com reprise às 18h, nos sábados.

Vídeo relacionado

Segunda, 19 Novembro 2018 10:39

Brasilidade

O programa Brasilidade homenageia, neste domingo (18/11), o cantor, compositor e empresário Franco Scornavacca, falecido em setembro deste ano. O músico iniciou a carreira no começo dos anos 1960 e ficou conhecido ao integrar a banda Os Brasas. Por causa do declínio da Jovem Guarda, ficou poucos anos no grupo e seguiu carreira solo, com o nome artístico de Franco. Ao longo dos anos de 1970, lançou dois álbuns e cinco compactos editados. Foi como empresário artístico que Franco Scornavacca alcançou maior sucesso no meio musical. No final dos anos 1980, passou a atuar nos bastidores, agenciando carreiras de cantores, duplas e grupos. O trabalho dele contribuiu para o sucesso de artistas como Zezé di Camargo & Luciano, Leandro & Leonardo, Lulu Santos, Roupa Nova e Roberta Miranda, entre outros. Com produção de Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 19 Novembro 2018 10:38

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará? recebe, neste sábado (17/11), às 12h, o cantor, compositor e advogado Ednardo Nunes. Cearense, Ednardo lançou 14 álbuns e compôs mais de 300 músicas. É autor de sucessos como "Pavão Mysteriozo", que tem letra e música composta durante a Ditadura Militar no Brasil. A canção foi gravada em 1974, mas o grande público teve conhecimento apenas em 1976, após a música ser incluída como tema de abertura da novela Saramandaia. Ednardo também tem outras canções conhecidas, como "Terral" e "Beira Mar". Entre os trabalhos realizados, está a gravação do CD “Artistas cantam Ednardo Nunes”. O álbum conta com vários cantores interpretando suas composições, entre eles, Belchior e Rogério Soares. Ednardo ficou consagrado na música brasileira a partir da década de 1970, ao vencer o Festival Nordestino da Música Brasileira, promovido pelos Diários e Rádios Associados, da TV Tupi. O artista é casado com Rosane Limaverde, com quem tem quatro filhos: Joana Limaverde, Júlia, Gabriel e Daniel. Com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes, Qual é o Tom do Ceará? vai ao ar aos sábados, a partir das 12h,. A reprise acontece nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 19 Novembro 2018 10:31

Abluesando

O programa Abluesando  desta sexta-feira (16/11) destaca o encontro do guitarrista Earl Hooker e o gaitista Junior Weels. O álbum é uma compilação do trabalho dos dois  bluesman lançado na coleção "The Blues Colection", e  reúne 20 faixas, entre elas, “Love me”, “Come on in this House” e “I Could Cry”. Earl Hooker foi um guitarrista de blues de Chicago que ficou conhecido por tocar guitarra de slide . Iniciou carreira em 1946 como músico itinerante e tocou com artistas de blues influentes como Sonny Boy Williamson II e John Lee. Já o cantor Junior Wells, nome artístico de Amos Wells Blakemore Junior, chegou a acompanhar nomes conhecidos como, Muddy Waters, Buddy Guy, Bonnie Raitt, Rolling Stones, Carlos Santana e Van Morrison. Produzido e apresentado pelo jornalista Robério Lessa, Abluesando é transmitido todas as sextas, a partir das 20h.

Vídeo relacionado

Quarta, 14 Novembro 2018 13:52

Sinatra e Amigos

O programa Sinatra e Amigos desta segunda-feira (12/11) já entra no clima das festas de fim de ano e retorna com o quadro A Música do Natal. Até o final de dezembro, as mais belas canções natalinas poderão ser ouvidas nas vozes de grandes cantores, como Frank Sinatra, Sammy Davis Jr., Dean Martin, Elvis Presley, Michael Bublé, Beatles, Dóris Day, Abba, além de artistas nacionais, como Simone e Roberto Carlos. Para a edição desta segunda-feira, o programa traz ainda Carly Simon, acompanhada do maestro Burt Bacharach, na canção “Burt Bacharach”; “Silver Bells”, na voz de Dóris Day, e “Happy New Year”, com Abba. O programa traz ainda clássicos na voz de Frank Sinatra, como “Where or When”, “As Time Goes By”, “New York, New York”, e “My Way”. O Sinatra e Amigos vai ao ar às segundas-feiras, a partir das 20h, com produção e apresentação do jornalista Renato Abreu.

Vídeo relacionado

Segunda, 12 Novembro 2018 12:49

Brasilidade

O programa Brasilidade  apresenta, neste domingo (11/11), o trabalho da atriz e cantora paulista Vilma Bentivegna, uma dos grandes destaques do rádio na década de 1950. A artista iniciou a carreira aos nove anos, estreando, no fim da década de 1930, no programa Clube do Papai Noel. Na juventude, foi a primeira cantora a se apresentar na extinta TV Tupi. Vilma Bentivegna ficou conhecida por cantar versões brasileiras de músicas estrangeiras de sucesso, entre elas, “Hino ao Amor”, de Edith Piaf e Monnot, com versão de Odair Marzano. Também gravou sucessos como “Preciso Aprender a ser Só”, “Canção do Amor que eu lhe Dou”, “Outra Vez”, “Eu sem Você”, “Minha Devoção” e “Ama-me Amor”. Além de cantora, Vilma Bentivegna também atuou como atriz em novelas da TV de Vanguarda, TV Tupi e TV Paulista. Foi ainda apresentadora do programa O Mundo é das Mulheres, ao lado de Hebe Camargo, Lourdes Rocha e Eloísa Mafalda. Vilma Bentivegna faleceu em 2015, aos 86 anos, na cidade paulista de Mogi das Cruzes. Com a apresentação de Narcélio Limaverde e produção de Fátima Abreu e Ronaldo César, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Segunda, 12 Novembro 2018 12:47

Qual é o Tom do Ceará?

O programa Qual é o Tom do Ceará?, deste sábado (10/11), apresenta a carreira do músico e compositor Jefferson Barreto. Natural do município de Jucás, o cantor iniciou a trajetória artística cantando aos 14 anos e, agora, lança o seu primeiro álbum musical, “Seu Virgulino”. O álbum traz 10 faixas autorais e tem produção de Adelson Viana e Tarcisio Sardinha. Jefferson Barreto é bancário concursado. Seu lado cantor vem à tona aos fins de semana, quando faz shows na Capital. Com apresentação e produção da jornalista Ian Gomes, Qual é o Tom do Ceará vai ao ar aos sábados, às 12h, com reprise nas quartas-feiras, às 23h.

Vídeo relacionado

Portal do Servidor

Enquete

Como você pretende utilizar o 13º salário?

Musicais - QR Code Friendly


 

  29ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500