Fortaleza, Sábado, 23 Setembro 2017

Pesquisar

Processo virtual


Projetos

Publicações

Eventos e Destaques

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 13 Julho 2017 13:12

Rachel Marques critica condenação de Lula

Avalie este item
(0 votos)
Deputada Rachel Marques Deputada Rachel Marques Foto: Máximo Moura
A deputada Rachel Marques (PT) comentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (13/07), a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ela criticou a decisão do juiz Sérgio Moro, e afirmou que a condenação foi feita sem provas.

A parlamentar ressaltou que a cobertura triplex no Guarujá, pela qual o ex-presidente foi condenado, já foi confirmada como propriedade da Construtora OAS, e que está sob posse da Caixa Econômica Federal, como garantia do pagamento de dívidas da construtora.

Rachel Marques disse que a condenação de Lula é uma continuidade do golpe político que retirou Dilma Rousseff da Presidência do Brasil, e cujo próximo passo é retirar Lula da disputa presidencial de 2018. “Lula é o favorito nas pesquisas de opinião, porque o povo sabe e reconhece o projeto de desenvolvimento que implantou no Brasil”, assinalou.

Para a parlamentar, Lula sofre uma perseguição sem paralelo na “história brasileira”. “Inaceitável que nessas circunstâncias o sistema de Justiça avance em evidente ação política, ao condenar um inocente com objetivo de interferir na disputa política”, frisou.

De acordo com o deputado Moisés Braz (PT), o que revolta é que “Lula não está sendo perseguido pelo que deixou de fazer, e sim pelo projeto de desenvolvimento que beneficiou as minorias”. “É papel nosso explicar à sociedade o que está acontecendo”, disse em aparte o parlamentar.

Já o deputado Renato Roseno (Psol) esclareceu que faz oposição a Lula e ao governo petista, “mas de forma democrática”. O parlamentar reforçou que continuará crítico e sem concordar com estratégias que transformem a política em guerra judicial.

Renato Roseno considerou que  a decisão de condenar Lula tem “claro objetivo de desviar o foco das denúncias contra o presidente Michel Temer e da aprovação da Reforma Trabalhista pelo Senado Federal”. “Queremos vencer, mas na democracia. Transformar política em guerra judicial é ir contra a democracia”, apontou.

PE/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 81 vezes

Mídia

Recadastramento

Portal do Servidor

Comitê / Frente

Enquete

Como combater o aumento da violência no País?


 

  29ª Legislatura - Assembléia Legislativa do Ceará                                                                                    Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500