Fortaleza, Sexta-feira, 22 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 04 Dezembro 2018 11:58

Rachel Marques declara indignação com corte de recursos para saúde mental

Avalie este item
(0 votos)
Deputada Rachel Marques Deputada Rachel Marques Foto: Edson Júnior Pio
A deputada Rachel Marques (PT) declarou indignação, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (04/12), a respeito da suspensão de recursos destinados ao atendimento à saúde mental em todo o Brasil.

Segundo a parlamentar, repasses de quase R$ 78 milhões, que seriam destinados ao atendimento à saúde mental em 22 estados e no Distrito Federal, foram suspensos no mês passado pelo Ministério da Saúde. A decisão, publicada no Diário Oficial da União, afeta 319 serviços como os Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Serviços Residenciais Terapêuticos, Unidades de Acolhimento e leitos de saúde mental em hospitais gerais.

Para a parlamentar, a medida representa um enorme retrocesso e prejuízo para os programas do setor no País. “Na década de 1980, juntamente à redemocratização do País, fizemos um questionamento da realidade dos hospitais mentais e pacientes, pois eram grandes as violações dos direitos humanos naqueles espaços. Esse estudo rendeu a produção de livros, filmes e construiu, ao longo dos anos, uma proposta de atenção a pessoas com transtorno mental”, relembrou.

Rachel Marques observou ainda que, com os debates, foram criados os Centros de Atenção Psicossociais para evitar internações, residências terapêuticas, leitos em hospitais gerais e centros de convivências substituindo os manicômios. “Retroceder a um modelo fracassado e condenado no século passado será um atraso incomensurável para a atenção mental proposta pela Reforma Psiquiátrica Brasileira. Será um prejuízo para cada vida atingida”, condenou.

Em aparte, o deputado Renato Roseno (Psol) apoiou o pronunciamento da colega e afirmou que uma sociedade como a brasileira, que praticamente produz doenças mentais, não pode sofrer um corte de recursos. “Se os que temos já não são bastante, imaginem após os cortes”, alertou.

LA/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 346 vezes

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Como garantir a punição para quem promove violência nos estádios?

Rachel Marques declara indignação com corte de recursos para saúde mental - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500