Fortaleza, Domingo, 17 Janeiro 2021

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Audic Mota aponta necessidade de debater fundos partidários - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 03 Dezembro 2020 13:44

Audic Mota aponta necessidade de debater fundos partidários

Avalie este item
(0 votos)
Dep. Audic Mota ( PSB ) Dep. Audic Mota ( PSB ) Foto: Máximo Moura
O deputado Audic Mota (PSB) observou, no primeiro expediente da sessão plenária presencial e remota da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (03/12), a importância de debates amplos sobre reformas de fundos partidários e eleitorais.
 
De acordo com o parlamentar, apesar de surgir cobranças e debates na Assembleia Legislativa sobre a necessidade de uma reforma política e eleitoral, isso é algo que, efetivamente, não cabe aos legisladores estaduais, mas sim ao Congresso. O deputado destacou que questõe como essa precisam de discussões amplas. “Podemos reverberar e fazer ecoar e instigar essas discussões nas bancadas federais”, pontuou.
 
Audic Mota afirmou, porém, que o parlamento estadual precisa debater sobre o fundo partidário e seus critérios de distribuição e proporcionalidade de verbas, restritos ao tamanho da base no Congresso Nacional. “Uma vez essa distribuição realizada, é como se o resto do País, o conjunto de mais de 27 estados, de mais de cinco mil municípios, simplesmente não existisse. Um único presidente de partido tem o pode direcionar o recurso”, criticou.
 
O deputado ressaltou também que os partidos precisam estabelecer parâmetros mínimos para controlar a distribuição dos recursos que ingressam no partido. “Tem partidos estaduais que estão abandonados. Não têm condições para suas despesas ou para fazer uma atividade partidárias”, pontuou.
 
Audic Mota também solicitou que o processo de eleição da Mesa Diretora da AL seja tratado de “forma democrática”, com discussões amplas e não de forma apressada. “É preciso diálogo aberto com todos os parlamentares. Temos que seguir uma liturgia e buscar um consenso. É preciso diálogo entre as lideranças de vários partidos”, afirmou. 
 
O parlamentar destacou ainda que é preciso um consenso, para assim construir uma proposta em torno da AL, afim de modernizar procedimentos, facilitar tratativas sobre emendas parlamentares, orçamento impositivo, e outros temas que são desafios internos e pertinentes para a Casa e para os parlamentares. “Não sou candidato a nada, mas quem se coloca como pré-candidato tem que ter proposta de construir essa unidade. Tem que ter maturidade interna e externa para fazer isso”, enfatizou.
 
A deputada Dra. Silvana (PL), em aparte, comentou sobre a exigência de presença mínima de candidaturas femininas para que partidos recebam verbas do fundo eleitoral e do fundo partidário. De acordo com ela, as mulheres devem entrar na política por vocação e por vontade de assumir os cargos e trabalhar para o povo, e que isso poderia evitar crimes como de “candidaturas laranjas”.
 
GS/AT 
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 214 vezes Última modificação em Quinta, 03 Dezembro 2020 13:51

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

A campanha Janeiro Branco propõe uma reflexão sobre saúde mental. Como você cuida da mente durante a pandemia?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500