Fortaleza, Quinta-feira, 02 Dezembro 2021

Pesquisar

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Renato Roseno informa sobre proposta que reconhece calamidade climática - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quarta, 25 Agosto 2021 12:52

Renato Roseno informa sobre proposta que reconhece calamidade climática

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Renato Roseno Deputado Renato Roseno Foto: Paulo Rocha
O deputado Renato Roseno (Psol) anunciou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quarta-feira (25/08), proposta que visa reconhecer o estado de calamidade climática e prevê a criação de políticas para uma transição sustentável. A iniciativa foi lançada por meio do projeto de lei 399/21, de sua autoria, que iniciou sua tramitação hoje na Casa.

O parlamentar fez referência a um diálogo realizado via Twitter entre o governador Camilo Santana e a banda britânica Coldplay, que convidou governadores do Brasil para participarem do evento Global Citizen Live. Camilo afirmou que o Ceará estaria “100% comprometido com o enfrentamento às mudanças climáticas”. Segundo Roseno, para estar comprometido, a palavra precisa se transformar em ação.

O parlamentar considerou que o Ceará, ao longo das últimas gestões, tem tomado uma série de decisões que colaboram com o desarranjo ambiental, a exemplo da implantação de equipamentos como termelétrica e siderúrgica, ambos movidos a carvão mineral, além de incentivos fiscais às empresas responsáveis pela matriz energética “poluidora” - “incentivos aprovados pela Assembleia Legislativa em 2016, inclusive”. 

Com o projeto de lei, Roseno propõe uma série de ações visando à condução da emergência climática, entre as quais destacam-se a retomada das atividades do Fórum Cearense de Enfrentamento às Mudanças Climáticas, conduzido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e parado desde 2018, e a transição de matriz energética atual para uma matriz baseada em energias renováveis.

“O Governo Federal não tem políticas para atenuar as mudanças climáticas, mas o Ceará deve fazer sua lição de casa. O semiárido nordestino é um dos mais populosos do planeta, e uma das áreas mais vulneráveis aos efeitos gerados por essas mudanças”, salientou.

Os efeitos dessa crise, inclusive, ainda de acordo com o parlamentar, não se resumem a uma maior frequência de eventos extremos e mudanças de temperatura, mas chegam ao bolso do cidadão, através do aumento da tarifa de energia elétrica - que ele afirma ser consequência do desarranjo provocado pela matriz energética brasileira atual.
PE/LF

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 307 vezes Última modificação em Quarta, 25 Agosto 2021 13:43

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500