Fortaleza, Segunda-feira, 17 Janeiro 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Delegado Cavalcante critica proposta de abertura de créditos suplementares - QR Code Friendly
Quarta, 22 Dezembro 2021 13:13

Delegado Cavalcante critica proposta de abertura de créditos suplementares

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Delegado Cavalcante Deputado Delegado Cavalcante Foto: Edson Júnio Pio
O deputado Delegado Cavalcante (PTB) se posicionou, no primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (22/12), realizada de forma presencial e remota, a respeito do projeto de lei do Poder Executivo que tramita na Casa e prevê a abertura de créditos suplementares para suprir o aumento de arrecadação estadual em 2021.

A proposição 185/21 altera a Lei nº 17.364, de 23 dezembro de 2020, que estima receita e fixa despesas do Estado para o exercício financeiro de 2021. Pela medida, o chefe do Executivo estadual fica autorizado a abrir créditos suplementares até o limite de 28% - antes de 20% - do total da despesa fixada na Lei 17.364/2020 para atender insuficiências nas dotações orçamentárias consignadas.

Segundo Delegado Cavalcante, o Governo do Estado arrecadou R$ 1,2 bilhão em 2021, além dos recursos federais repassados por meio do Fundo de Participação dos Estados (FPE), na casa dos R$ 800 milhões.

“Pedi vistas desse projeto do Executivo para melhor analisar e atender ao descontentamento de muitos comerciantes da indústria do Ceará, que não concordam com a alta carga tributária que o Governo do Estado impõe aos trabalhadores”, apontou o parlamentar.

Ainda de acordo com ele, ao contrário do governador Camilo Santana, o presidente da República, Jair Bolsonaro, tentar baixar a carga tributária das empresas e do comércio, para tentar gerar emprego e renda no País. “Nós estamos implantando uma economia liberal, entendendo que quem deve gerar emprego e renda no País é o setor privado, pois essa carga tributária elevada acaba por não induzir a geração de emprego, afetando o comércio e a indústria”, considerou.

RG/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 213 vezes Última modificação em Quarta, 22 Dezembro 2021 14:29

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500