Fortaleza, Terça-feira, 11 Agosto 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Renato Roseno defende tombamento da antiga Colônia Antônio Justa - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 14 Agosto 2018 12:51

Renato Roseno defende tombamento da antiga Colônia Antônio Justa

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Renato Roseno Deputado Renato Roseno Foto: Edson Júnior Pio
O deputado Renato Roseno (Psol) manifestou, nesta terça-feira (14/08), durante o tempo de liderança da sessão plenária da Assembleia Legislativa, apoio ao tombamento dos bens materiais e históricos da antiga Colônia Antônio Justa - criada em 1942 e que se dedica ao tratamento da hanseníase em Maracanaú. O parlamentar leu carta aberta de movimento formado por profissionais da saúde, advocacia, entre outros, em defesa da causa.

Renato Roseno relatou que, no início do século XX, quando foi fundada a antiga Colônia Antônio Justa, a hanseníase, chamada anteriormente de lepra, fazia com que as pessoas acometidas com a doença fossem isoladas. Nestes 76 anos de existência, segundo ele, mudanças ocorreram e houve uma superação das antigas colônias de isolamento para tratamentos ambulatoriais e hospitalares.

De acordo com Renato Roseno, além do tombamento, o movimento social e apartidário, defende ainda a manutenção dos internos remanescentes. “Com 72 anos de fundação e 40 anos de funcionamento, temos internos desde a década de 1980. Então, é desejo do coletivo Antônio Justa a manutenção dos oito internos remanescentes, após esse período de isolamento compulsório”, esclareceu.

Segundo ele, o equipamento precisa de reparos, em razão do tempo e da negligência. O  parlamentar observou que a situação foi denunciada ao Ministério Público Estadual, e a Promotoria da Pessoa Idosa ficou responsável pelos encaminhamentos junto aos governos do Estado, municipal e Federal.

Os reparos pelos prejuízos decorrentes do tempo de isolamento compulsório é outro ponto reivindicado. “Há um direito de reparação aos pacientes e às suas famílias, há um direito de memória àqueles que foram injustamente isolados dos anos 1940 aos anos1980 e as famílias requerem”, assinalou.

  LS/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 843 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

As condições para garantir a atuação da mulher na política são satisfatórias?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500