Fortaleza, Sábado, 30 Mai 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Com denúncia arquivada, Fernandes pede desculpas - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 05 Julho 2019 05:35

Com denúncia arquivada, Fernandes pede desculpas

Avalie este item
(0 votos)
O deputado Nezinho Farias (PDT) fez um agradecimento emocionado, ontem, no plenário da Assembleia Legislativa, ao apoio recebido por ele, a família, imprensa, amigos e colegas parlamentares, diante da denúncia de sua suposta ligação com facções criminosas. O caso foi apresentado no Ministério Público, pelo deputado André Fernandes (PSL), que teria utilizado como prova o projeto de lei 218/19, de autoria do parlamentar, que dispõe sobre a regulamentação da prática esportiva eletrônica no Ceará. A denúncia foi arquivada pelo Ministério Público por falta de provas. “Quero agradecer aos amigos, familiares e colegas que me apoiaram e confiaram na minha história. À imprensa, que investigou nosso projeto de apoio ao esporte eletrônico, e ao Ministério Público, pela agilidade com que arquivou essa denúncia sem fundamentos.” O parlamentar ressaltou que em 60 anos, sendo 30 de vida pública, nunca havia passado por constrangimento igual. Nezinho Farias alertou ainda para a gravidade das palavras ditas contra ele e lamentou o fato de que bastam 15 minutos para se destruir a credibilidade de alguém. Ele se referia ao tempo de depoimento do parlamentar na tribuna. “Tenho muito respeito por esta Casa e por aqueles que passaram por ela. Deixo aqui o meu alerta para o Conselho de Ética da responsabilidade nas palavras de quem ocupa a tribuna. Se eu pudesse, aconselharia a quem quer que queira entrar na política que seja exemplo para os outros, e tenha responsabilidade por seus atos e palavras. Que dê sua contribuição ao seu Estado ou País, por meio de trabalho”, salientou. O parlamentar frisou ainda que um projeto de mesmo teor foi aprovado pelo Senado Federal, regulamentando a prática de esportes eletrônicos, o que confirma a legalidade da proposta dele e que em nada se relaciona com facções criminosas. “O Senado aprovou matéria semelhante a nossa. Esse mercado dos esportes eletrônicos é composto de atletas que já vivem dessa atividade e era necessário sua regulamentação, até para facilitar a questão de patrocínios. Hoje eu poderia estar fazendo aqui um discurso de indignação, mas a verdade prevaleceu e isso é o mais importante”, justificou. Desculpas O deputado André Fernandes (PSL) pediu desculpas ao colega Nezinho Farias (PDT) por ter encaminhado a denúncia contra ele por suposto envolvimento com uma facção criminosa. Fernandes criticou a imprensa por ter noticiado que ele havia feito a denúncia e disse que apenas “encaminhou” uma acusação que recebeu em seu gabinete. Ele lamentou a repercussão negativa para a imagem de Nezinho Farias e afirmou que não queria prejudicar o colega. Fernandes ressaltou que não expôs o nome do deputado e que agiu sempre de acordo com o Regimento Interno e do Código de Ética da Casa. “Gostaria de deixar bem claro para toda a imprensa que o deputado André Fernandes não teve a intenção de denegrir a imagem de nenhum deputado, mas me desculpo com o deputado Nezinho pela proporção negativa que esse assunto deu. Me desculpo por não ter analisado de fato qualquer denúncia que chegou ao gabinete e me desculpo pelo fato ter trazido à tona um assunto que fez vossa excelência e sua família de sofrerem”, falou André Fernandes, dirigindo-se ao deputado Nezinho Farias. Repercussão Após a manifestação de Fernandes, o deputado Leonardo Araújo (MDB) elogiou a atitude do parlamentar de reconhecer o equívoco e os danos causados à imagem de Nezinho. O deputado Evandro Leitão (PDT) também ressaltou que “nada melhor do que reconhecer os momentos de infelicidade. Nada mais coerente e justo do que pedir desculpas quando se erra”. O primeiro secretário da Casa lembrou da responsabilidade que os deputados têm que ter ao subir à tribuna e se pronunciar. Para Evandro Leitão, o pedido de desculpas não vai apagar o que Nezinho e a família dele estão sofrendo, mas diminui o mal-estar que está causando. O presidente da Casa, deputado José Sarto (PDT), destacou que os erros acontecem e fazem parte da trajetória de todo parlamentar. Ele disse que sabe “a dor que passa do deputado Nezinho e sua família toda. Realmente é uma situação completamente constrangedora ser tragado por essa situação e eu espero que ele se restabeleça”.
Lido 667 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com o adiamento das eleições municipais por causa da pandemia da Covid-19?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500