Fortaleza, Terça-feira, 11 Agosto 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Acrísio Sena contesta críticas de Soldado Noelio à situação salarial da PM - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quarta, 05 Fevereiro 2020 14:53

Acrísio Sena contesta críticas de Soldado Noelio à situação salarial da PM

Avalie este item
(0 votos)
Acrísio Sena contesta críticas de Soldado Noelio à situação salarial da PM foto : Júnior Pio
O deputado Acrísio Sena (PT) contestou, no tempo destinado a explicações pessoais na sessão plenária desta quarta-feira (05/02), as críticas do deputado Soldado Noelio (Pros) sobre a situação salarial dos policiais militares do Ceará.

De acordo com Acrísio, na sessão plenária de ontem (04/02), o deputado Noelio informou que existem no Ceará 8.500 soldados e 3.500 cabos e disse que, desse total, 33 policiais estão fora da faixa salarial, colocando isso como se fosse a realidade da tropa.

Acrísio afirmou que considera desrespeitosa a tentativa de desconstrução feita contra o governador Camilo Santana. “Chamar de ardilosa e de sem-vergonhice as propostas do Governo para as forças de segurança é algo que não faz parte do parlamento. Só quem tem alguma possibilidade de se aproveitar politicamente utiliza esse tratamento”, afirmou.

Para o deputado petista, esse tratamento tenta colocar o Governo como se fosse o responsável por trazer a insegurança para o estado do Ceará. Entretanto, no caso de uma eventual paralisação das forças policiais do Estado, conforme tem saído na imprensa, quem vai ser prejudicada é a população cearense, são a escola, o comércio, a fábrica, as empresas e praças, que não vão ter ninguém para garantir a segurança, ponderou o parlamentar. “O Governo está destinando R$ 440 milhões de reais para dar melhores condições para a segurança do Estado, e o governador Camilo Santana é quem está errado em fazer o bem ?”, questionou Acrísio.

O deputado acrescentou ainda que esse investimento do Governo do Ceará nas forças de segurança vai impactar nos outros estados do Nordeste, porque os profissionais desses estados também vão querer o mesmo. “Estamos há 22 meses consecutivos reduzindo os índices da criminalidade. O secretário de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, está há seis meses realizando um trabalho de ressocialização da população carcerária para melhorar a vida dentro das penitenciárias, mas tem gente que acha que é 'tocando fogo' no Ceará que se resolve o problema da segurança”, declarou.

Acrísio Sena disse que é preciso apelar para o bom senso, para o diálogo, para a negociação, porque há um longo caminho a ser percorrido até 2022, e o governador Camilo Santana pensa a curto, médio e longo prazo. Para ele, o que está acontecendo é a politização sobre uma possível paralisação dos policiais militares do Ceará. 

WR/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 259 vezes Última modificação em Quarta, 05 Fevereiro 2020 14:58

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

As condições para garantir a atuação da mulher na política são satisfatórias?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500