Fortaleza, Terça-feira, 05 Julho 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislativo

Login

Escritório Frei Tito destaca recomendação do CNJ sobre o sistema prisional - QR Code Friendly
Quarta, 23 Março 2022 16:19

Escritório Frei Tito destaca recomendação do CNJ sobre o sistema prisional

Avalie este item
(1 Voto)
Escritório Frei Tito destaca recomendação do CNJ sobre o sistema prisional fFoto: Divulgação
O Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Frei Tito de Alencar (EFTA) destaca a importância da aprovação, pelo plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), dos relatórios e recomendações sobre as irregularidades do sistema prisional do Ceará. A equipe do EFTA acompanha o sistema prisional e vem participando de articulações para a superação das violações identificadas e denunciadas por diversas entidades.

O advogado do EFTA Péricles Moreira, ressalta a importância da aprovação das recomendações pelo CNJ em reunião no dia 8 de março e explica que os relatórios são fruto das inspeções realizadas durante o mês de novembro de 2021 nas 26 unidades responsáveis pela gestão do sistema prisional cearense.

Os relatórios foram produzidos pela Corregedoria Nacional de Justiça e pelo Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas e apontam para uma série de violações dentro do sistema.

Entre as recomendações estão, por exemplo, o fim de castigos coletivos, maior fiscalização nas unidades, criação de ouvidoria para o sistema prisional, acompanhamento das condições de trabalho dos profissionais do sistema prisional, novos procedimentos para as visitas sociais, entre outras.

Segundo Péricles Moreira, "essa ação do CNJ no Ceará é fruto de uma parceria com o Tribunal de Justiça do Ceará e outros atores, como o Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura, a Pastoral Carcerária e o próprio Escritório Frei Tito, numa tentativa de sanear as irregularidades encontradas no sistema penal cearense”. Ele avalia que a mobilização é fruto de uma tentativa de ação pedagógica para superar o grave quadro de violação dos direitos humanos.

“Esperamos que as recomendações do CNJ possam impactar a administração penitenciária cearense de forma a evitar a violação aos direitos humanos e à integridade física das pessoas presas”, ressalta a advogada do EFTA Lourdes Vieira.

Da Redação/com Assessoria

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 285 vezes Última modificação em Quarta, 23 Março 2022 17:00

Protocolo Digital

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500