Fortaleza, Domingo, 23 Janeiro 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Roberto Mesquita pede que Dilma não ceda a “chantagens” - QR Code Friendly
Quinta, 15 Março 2012 12:50

Roberto Mesquita pede que Dilma não ceda a “chantagens”

Avalie este item
(0 votos)
Dep. Roberto Mesquita (PV) Dep. Roberto Mesquita (PV) Foto: Paulo Rocha
O deputado Roberto Mesquita (PV) afirmou, na sessão plenária desta quinta-feira (15/03) da Assembleia Legislativa, que a presidente Dilma Rousseff não pode mais ter sua administração afetada pela pressão de partidos aliados no Congresso Nacional insatisfeitos com a divisão de cargos no Governo.    

Ele referiu-se aos últimos episódios ocorridos em Brasília, onde líderes parlamentares da Presidência no Senado foram trocados dentro do PMDB, e indicados do PR e PDT não tiveram o apoio da petista para assumirem ministérios. Ontem, o PR anunciou o desligamento da base aliada, por sentir-se “desprestigiado”. “Será que é justo o governante dividir o poder até com quem não confia? Será que ela não poderia libertar a população desse modelo corruptor, que precisa ser mudado?”, indagou.
    
Roberto Mesquita afirmou ser totalmente favorável ao diálogo entre os poderes Legislativo e Executivo. Sem que haja, inclusive, qualquer tipo de barreira. Contudo, criticou o fato de isso significar, muitas vezes, empecilhos para a gestão. “Peço que a presidente Dilma, com o apoio da população, não se intimide com o que está acontecendo. Estão numa forma clara de chantagem”, afirmou.
    
Na avaliação do deputado, a petista está fazendo mudanças na máquina pública que contam com o apoio irrestrito da população. Logo, não teria com o que se preocupar, caso “enfrentasse” os tais “chantagistas”. “Partido nenhum no mundo tem a hegemonia do povo. Mas a aliança não pode servir de escravidão. Que ela exista em cima de propósitos e programas de governo”, considerou.
    
Ele cobrou do Partido dos Trabalhadores (PT) uma defesa mais contundente da sua maior representante. “A lei maior deve ser a vontade do povo; a sensação de felicidade do povo. E o que estamos assistindo nesse momento político merece profunda discussão. Ao fazerem isso (chantagem), afirmam que a aliança é fisiológica e não tem como objetivo os interesses da população”, comentou.
    
Em aparte, o deputado Ferreira Aragão (PDT) declarou total apoio ao pronunciamento de Roberto Mesquita. E anunciou que motoristas da empresa Expresso Guanabara deflagraram greve no começo da tarde de hoje. “Não há como ir para a zona norte. Quem quiser ir, que busque outra alternativa”, pontuou.
BC/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 916 vezes Última modificação em Quinta, 15 Março 2012 14:10

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500