Fortaleza, Segunda-feira, 20 Fevereiro 2017

Pesquisar

Processo virtual


Projetos

Publicações

Eventos e Destaques

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 26 Dezembro 2016 05:04

“Não vou ser um vice decorativo”, diz Moroni Torgan

Avalie este item
(0 votos)
O vice-prefeito eleito de Fortaleza, Moroni Torgan (DEM), disse em entrevista ao jornal O Estado, que pretende “trabalhar muito” pelo povo cearense. Ele chegou a afirmar que está pronto para trabalhar, e não será um “vice decorativo”. Esperava-se que Moroni comandasse alguma secretaria, o que não foi anunciado na última sexta-feira (23) quando foram divulgados os nomes dos secretários da nova gestão. Quem acabou sendo indicado foi Mosiah Torgan, filho de Moroni, que assume a área de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.   “Eu não vou ser um vice-prefeito decorativo, porque vou trabalhar no que for preciso para ajudar o prefeito Roberto Cláudio a fazer uma boa e necessária administração no seu segundo mandato no comando da capital cearense”, frisou Moroni, que na semana passada se despediu do mandato de deputado federal, na Câmara dos Deputados, em Brasília. Assim, Moroni tentará quebrar uma espécie de maldição entre o prefeito e o vice-prefeito. Nos último anos, titulares e “vices” acabaram rompendo durante o exercício do mandato. O caso mais recente é do atual vice-prefeito Gaudêncio Lucena (PMDB) que foi adversário de RC nas eleições deste ano, como candidato a vice na coligação do deputado estadual Capitão Wagner (PR). Histórico parecido viveu a ex-prefeita Luizianne Lins e outros. Moroni, ao deixar o cargo de deputado federal, retorna à Fortaleza. No lugar dele na Câmara Federal vai ficar Alysson Vaidon, que já foi vereador.   Segurança “Quem me conhece sabe que eu não sou de ficar parado e, por isso, vou dar tudo de mim para fazer um trabalho substancioso como vice-prefeito da capital cearense, que cresceu muito no primeiro mandato do prefeito”, disse Moroni. Conforme Roberto Cláudio tem anunciado, a área de Segurança ficará sob responsabilidade de Moroni, que promete articular ações soluções eficazes de combate à violência. A ideia é de que Moroni faça a interlocução com Governo do Estado, Ministério Público e Polícia Federal. Ele, entretanto, não promete “milagres”. Basicamente, segundo disse, as ações pensadas englobam as áreas da educação, social e prevenção, só depois vem ações de repressão. Nos bastidores, fala-se da criação de um núcleo, que ficará responsável por essas ações. Mas, a única mudança administrativa anunciada por Roberto Cláudio, na última sexta-feira, foi a extinção da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que teve as funções incorporadas à Secretaria dos Direitos Humanos e de Desenvolvimento Econômico.   “Na área preventiva, que é importante, teremos ações que vão pegar toda área educacional, geração de emprego e renda e sócio-culturais. Na área ostensiva, nós temos as células de defesa comunitária e vamos continuar, sendo colocada paulatinamente. Mas, temos também a área repressiva, que está a cargo das polícias, Ministério Público e Judiciário, que vamos sentar com eles e fazer um plano para cada região violenta da cidade, para que haja buscas, mandados de prisão, dentre outras ações. Não propiciar a criminalidade também é enfrentar a criminalidade”, disse o democrata, que afirmou que não mudará as atribuições da Guarda Municipal. Moroni é policial federal e já foi secretário de Segurança do Governo do Estado e vice-governador da gestão de Tasso Jereissati em 1995/98.   Posse Moroni e o prefeito Roberto Cláudio tomam posse no dia 01 de janeiro de 2017. No dia seguinte, eles dão posse ao novo secretariado em solenidade, a partir das 9 horas, no Paço Municipal. Antes disso, a partir desta segunda, até 28 de dezembro, haverá um seminário com todos os secretários para debater ações do segundo mandato. Com especialistas do Brasil e do Exterior.   Secretários da segunda gestão de RC Chefe de Gabinete – Francisco Queiroz Maia Filho Governo – Samuel Dias Finanças – Jurandir Gurgel Conservação e Serviços Públicos – João Pupo Planejamento, Orçamento e Gestão – Philipe Nottingham Procurador Geral do Município – José Leite Jucá Urbanismo e Meio Ambiente – Águeda Muniz Infraestrutura – Manuela Nogueira Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Combate à Fome – Elpídio Nogueira Cultura – Evaldo Lima Controladoria, Ouvidoria e Transparência – Alcimor Rocha Saúde – Romel Araújo Educação – Dalila Saldanha Habitação – Sérgio Rocha Desenvolvimento Econômico e Trabalho – Mosiah Torgan Turismo – Alexandre Pereira Segurança Cidadã – Antônio Azevedo Esporte – Ricardo Ferreira de Souza Iplanfor – Eudoro Santana   Regionais SER I – Gilberto Bastos SER II – Ferruccio Feitosa SER III- Antônio Henrique SER IV – Francisco Sales SER V – Ronaldo Nogueira SER VI – Antônio José Albuquerque Secretário Regional Centro – Adail Fontenele Coordenador das Regionais – Renato Lima
Lido 172 vezes

Portal do Servidor

Comitê / Frente

Enquete

Metade dos brasileiros não tem acesso a saneamento básico. Como melhorar essa realidade?


 

  29ª Legislatura - Assembléia Legislativa do Ceará                                                                                    Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500