Fortaleza, Segunda-feira, 01 Junho 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Quarentena impõe novas rotinas e requer muito diálogo entre familiares - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 31 Março 2020 10:31

Quarentena impõe novas rotinas e requer muito diálogo entre familiares Destaque

Avalie este item
(1 Voto)
A necessidade de isolamento e o distanciamento social, medidas de prevenção para evitar a disseminação da Covid-19, o novo coronavírus, alteraram a rotina das famílias e impuseram desafios específicos para as crianças, que podem acumular dúvidas e receios neste período.
 
A psicóloga Nara Guimarães, do Departamento de Saúde e Assistência Social da Assembleia Legislativa do Ceará, aponta que, com aulas e demais atividades das crianças e adolescentes suspensas, assim como a efetivação do trabalho remoto para muitos profissionais, a conciliação entre diferentes demandas e sentimentos exige diálogo, transparência e tranquilidade para as famílias.
 
Segundo ela, é importante que as crianças percebam a realidade dos fatos de acordo com o que podem absorver, e isso pode ser percebido com diálogo. “É interessante sentar, conversar, escutar as perguntas, saber o que a criança está entendendo deste período e responder da forma mais clara possível”, comenta. 
 
“É um momento novo para todos nós, então é importante que os pais manejem a própria ansiedade e medo frente ao futuro, para que as crianças não absorvam tudo isso”, ressalta a psicóloga. 
 
Nara indica ainda que aqueles que estão atravessando momentos de insegurança e medo podem contar com a ajuda de um profissional habilitado, uma vez que psicólogos e psiquiatras estão autorizados a atender on-line durante essa pandemia. 
 
CONSTRUIR UMA ROTINA
 
Mesmo diante de mudanças bruscas na forma como todos estão vivendo os dias de quarentena, o estabelecimento de uma rotina é muito importante, destaca a psicóloga Nara Guimarães. 
 
“A rotina proporciona uma noção de segurança e bem-estar. Temos visto dificuldades de algumas famílias em criar isso, mas é importante buscar manter uma rotina saudável, mas fazendo algumas concessões, justamente por ser um momento atípico”, comenta. Entre as regras que podem ser mais flexíveis, a depender da realidade de cada família, está o período dedicado a jogos e TV, por exemplo, uma vez que há o impedimento de sair de casa. 
 
Para pais e mães que estão trabalhando de forma remota, negociar com as crianças o tempo dedicado às demandas do trabalho é importante, comenta Nara. Ela sugere que um “mini home office” seja montado para que as crianças façam suas tarefas e atividades, assim como pausas combinadas para fazerem lanches juntos. “É preciso ativar o lúdico para uma melhor compreensão deste momento”, diz. 
 
Nas últimas semanas, indica a psicóloga, muitos materiais com diversas atividades para serem realizadas com as crianças foram compartilhados nas redes sociais, assim como acervos de livros e músicas. E, diante do tempo juntos e da restrição ao ambiente domiciliar, é interessante viver tais momentos lúdicos. 
 
No entanto, ressalta, “é importante que os pais não vivam a pressão de estar a todo momento “entretendo” os filhos frente à realidade, sublimando o momento difícil. É necessário que as crianças também sintam as limitações e frustrações do momento. Algumas horas vai ser chato mesmo, e as crianças vão lidar com a frustração. Devemos lembrar que é um período, é temporário”, comenta.  
 
Diante de tantos desafios e incertezas, Nara Guimarães comenta que um movimento interessante tem sido percebido nos atendimentos e acompanhamentos on-line que faz com as famílias: o prazer que as crianças estão tendo em ter os pais por perto por mais tempo. 
 
Segundo ela, essa convivência mais estreita permite que as crianças criem memórias afetivas importantes para a infância e para este momento e permite que as famílias possam aprofundar as relações. “É um efeito colateral positivo em meio a tanta dor e medo”, aponta.
SA/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 806 vezes Última modificação em Terça, 31 Março 2020 15:07

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com o adiamento das eleições municipais por causa da pandemia da Covid-19?