Fortaleza, Quinta-feira, 23 Setembro 2021

Pesquisar

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Psicóloga do DSAS orienta como lidar com ansiedade agravada pela pandemia - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 30 Julho 2021 13:34

Psicóloga do DSAS orienta como lidar com ansiedade agravada pela pandemia

Avalie este item
(0 votos)
O Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo, segundo aponta a Organização Mundial da Saúde (OMS). Conforme o mais recente levantamento da entidade, a ansiedade afeta 18,6 milhões de brasileiros e brasileiras. Ou seja, 9,3% da população convivem com o transtorno. A situação, que já era motivo de alerta, necessita de maior atenção desde o início da pandemia do coronavírus, que multiplicou o número de casos.
 
A psicóloga do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS)da Assembleia Legislativa, Mayara Rios, afirma que fazer terapia é essencial para que tem transtorno de ansiedade generalizada. Por meio de acompanhamento, são feitas reflexões aos pacientes ''para trabalhar as questões que aparecem no dia a dia e causam ansiedade. É importante entendermos o gatilho, o que está deixando a pessoa ansiosa e mostrar que há uma solução. Quando há crises intensas que atrapalham a rotina e a funcionalidade do dia a dia, também há necessidade de atendimento psiquiátrico e medicamento para as crises'', orienta a psicóloga.
 
Para a Mayra Rios, os casos de ansiedade foram agravados durante a pandemia devido ao medo, angústia, incerteza quanto ao futuro, bemcomo as perdas de familiares para a doença e mudanças bruscas na rotina. Conforme aponta a psicóloga, os transtornos aparecem muitas vezes através de crises de pânico, excesso de pensamentos negativos, nervosismo e agitação.
 
A profissional destaca que técnicas de respiração ajudam a controlar a ansiedade durante uma crise, em que a respiração costuma ficar ofegante. ''Quando diminuímos o ritmo, conseguimos acalmar nossa respiração e fazê-la de maneira profunda e tranquila, isso muda o próprio ritmo do nosso organismo. Inspirar e respirar de forma lenta e profunda ajuda a reduzir o nível de estresse'', orienta.
 
Outra dica importante no momento que a crise de ansiedade vem, ou que aparece com intensidade, é desviar do lado emocional e focar em algo racional. A ansiedade se caracteriza por pensamentos relacionados ao futuro sendo recomendado pensar no presente, conforme explica a psicóloga. ''Muitas das nossas crises de ansiedade são focadas em problemas, algo que a gente tem medo de acontecer ou por achar que pode acontecer algo de ruim. Então é preciso focar no presente. Importante perguntar: esse problema está realmente acontecendo? Na maioria das vezes está tudo bem. Também é relevante focar no racional, por exemplo, contar quantos carros vermelhos passam na minha frente, desviar a atenção para que o emocional fique um pouco de lado para que aquela sensação possa ir embora aos poucos'', sugere.
 
Mayara Rios ressalta que colocar na rotina momentos prazerosos e investir na prática de meditação, yoga e exercícios físicos produzem serotonina e endorfina, que são neurotransmissores relacionados à sensação de bem-estar, e ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade.
 
Da Redação/Comunicação Interna
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 360 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500