Fortaleza, Segunda-feira, 06 Dezembro 2021

Pesquisar

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Primeira edição do Diálogos Culturais em Icó debate demandas da região para o setor - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quarta, 20 Outubro 2021 17:53

Primeira edição do Diálogos Culturais em Icó debate demandas da região para o setor

Avalie este item
(0 votos)
A criação de um escritório regional da Secretaria Estadual de Cultura (Seduc) na região centro-sul e Vale do Salgado e mais recursos para as ações culturais do interior do Estado foram algumas das demandas apresentadas durante o primeiro encontro do Diálogos Culturais promovido  pela Frente Parlamentar em Defesa da Cultura. O encontro aconteceu na tarde desta quarta-feira (20/10), no Teatro das Ribeira dos Icós, como parte da programação da Assembleia Itinerante, realizada no município de Icó.

O deputado Guilherme Sampaio (PT), que preside a frente, afirmou que “esse é um momento de escuta das demandas dos artistas, produtores e pessoas engajadas com a cultura dos municípios. A partir disso, vamos levar essas discussões para a Assembleia Legislativa e buscar maneiras de viabilizar como suprir essas demandas”.

Sobre a demanda relacionada à representação da Seduc no interior, ele explicou que o ideal seria a construção de um escritório da Seduc em cada região do Estado, mas lembra que isso não é suficiente. Ele lembra também ser necessário todo um corpo profissional e técnico que possa realizar os serviços necessários para atendimentos aos artistas e produtores culturais dos municípios, porém, ainda de acordo com ele, o orçamento atual dos municípios torna inviável a resolução dessa demanda de imediato.

O presidente do Fórum de Cultura e Turismo da Região Centro-Sul e Vale do Salgado, Vando Rodrigues, pediu, entre outras coisas, mais recursos para a cultura dos municípios do interior como um todo, além de uma revisão de como esses recursos são distribuídos.

“Não se justifica as cidades do interior receberem apenas 50% dos recursos destinados à cultura pelo Estado, enquanto Fortaleza recebe os outros 50%, quando a quantidade de artistas e fazedores de cultura do interior é muito maior que a da capital”, disse. Ele também cobrou a desburocratização dos editais públicos para cultura, o que, segundo ele, dificulta que esses recursos cheguem aos artistas.

Na oportunidade, Evandro entregou, em nome do Coletivo Centro-Sul de Patrimônio e Memória, uma carta aos deputados Guilherme Sampaio, Oriel Filho e ao assessor do deputado Renato Roseno (Psol), Lucas Costa, solicitando a criação do Centro Cultural Centro-Sul e Vale do Salgado, tendo como modelo o que está sendo construído na região do Cariri.

O ator e diretor do Teatro Ribeira dos Icós, Welligton Silva, também pediu, dessa vez aos parlamentares, projetos que promovam a reforma das casas de cultura de todo o Estado anualmente. Ele usou o exemplo do próprio Ribeira dos Icós para explicar a dificuldade de gerir esses centros com poucos recursos.

“É muito complicado manter esse teatro lindo como ele está hoje, e muitos dos problemas não são exatamente visíveis nas estruturas. Por exemplo, estamos sem luzes cênicas, com equipamentos de som prejudicados, e tudo isso dificulta os projetos e ações que eventualmente tentamos desenvolver aqui”, disse.

A secretária de Cultura de Iguatu, Cristiana Antunes, também manifestou a mesma preocupação. Segunda ela, sente-se uma desmotivação em todos os que fazem cultura, sejam artistas ou produtores culturais, quando se vê os recursos para cultura sendo distribuídos entre Fortaleza e a região do Cariri.

“Nós, das mais diversas regiões deste Estado, somos fazedores de cultura, defendemos e merecemos apoio tanto quanto qualquer outra região ou cidade. Nossa cultura existe e precisa ser valorizada”, defendeu.

A primeira edição do Diálogos Culturais contou ainda com a participação do deputado Oriel Nunes Filho (PDT); da secretária de Cultura de Icó, Sarah Raquel Bezerra, e da secretaria executiva do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da AL, Luiza Martins, órgão da AL responsável pela organização da Assembleia Itinerante.

HOMENAGEM

Após o Diálogos Culturais, foi realizada homenagem a cinco expoentes da cultura da região centro-sul e Vale do Salgado. A solenidade foi uma proposta do Fórum de Cultura e Turismo da Região Centro-Sul e Vale do Salgado. Conforme seu presidente, Vando Rodrigues, trata-se de uma demanda antiga no sentido de valorizar os mestres de cultura da região.
Os homenageados receberam certificações que os inserem em duas categorias: Mestre da Cultura e Patrimônio Imaterial. Na categoria Mestres de Cultura, foram certificados como mestres Meirismar Augusto Paulino, do município de Orós, e Manoel Gonçalves Bonfim de Sousa, de Icó.
As homenagens na categoria Patrimônio Imaterial foram destinadas  à Quadrilha Junina Santo Antonio e a Banda Municipal Maestro Ferreira Lima, de Iguatu; e a Associação de Preservação Histórico Cultural Pedro Augusto Neto, do município de Orós.
 

PE/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 204 vezes Última modificação em Quarta, 20 Outubro 2021 18:07

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500