Fortaleza, Terça-feira, 17 Mai 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Programa Alcance

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislativo

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Identidade Cultural apresenta o trabalho de músicos e artesãs neste sábado - QR Code Friendly
Sexta, 10 Dezembro 2021 11:00

Identidade Cultural apresenta o trabalho de músicos e artesãs neste sábado

Avalie este item
(0 votos)
O programa Identidade Cultural, da TV Assembleia (canal 31.1), apresenta, neste sábado (11/12), a trajetória do músico Valmir Lins, a carreira do instrumentista e músico Paulo Araújo e o trabalho artesanal da Associação das Rendeiras da Prainha, em Aquiraz.

O músico alagoano residente no Ceará, Valmir Lins vai falar um pouco sobre a sua parceria musical com a compositora e cantora Tiê. Durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), Valmir Lins e a cantora e compositora Tiê fortaleceram a amizade musical através das telas dos celulares, onde surgiu a canção “Pacto”. A música é composta por Valmir e musicada por Adriano Cintra, produtor musical e multi-instrumentista responsável pelo sucesso da banda Cansei de Ser Sexy (CSS).

A letra que encantou Tiê fala sobre o amor desfeito, a partida do objeto de desejo e o reencontro consigo mesmo. "Pacto" é uma canção para se ouvir muitas vezes e, em cada uma delas, tirar uma lição diferente. O arranjo de "Pacto" traz violões e baixos de André Whoong e bateria de Nana Rizinni. O processo de mixagem e masterização ficou sob liderança de Lucas Guterres, do Estúdio Magnólia, em Fortaleza, responsável por trabalhar com nomes de peso, como Mahmundi, Wesley Safadão, Gabriel O Pensador e Solange Almeida.

Já o músico e instrumentista Paulo Araújo é natural de Iguatu (CE), tem origem musical no violão clássico, ainda no ano de 1972, com formação no Conservatório Alberto Nepomuceno, em Fortaleza, sendo aluno do Mestre José Mario de Araujo.

Paulo Araújo, sem preocupações de estabelecer limites entre erudito e popular, permeia vários estilos e prima pelo rebusco das palavras e harmonias, com influências principais de Guinga, Egberto Gismonti, Villa Lobos, Chico Buarque, Paulo Cesar Pinheiro e Paulo Leminski.

A obra de Paulo Araujo tem caráter universal, no qual ritmos característicos brasileiros adquirem modernidade e leitura nas mais diversas culturas. Dentro da riqueza rítmica, melódica e harmônica das canções do compositor, a constante preocupação de renovação e pesquisa. Nas letras, a sensibilidade do trato das questões pertinentes ao nosso tempo e espaço, abordando temáticas de importância social, aliando poesia e reflexões profundas.O músico tem participado com frequência de festivais no Brasil, com algumas premiações. É parceiro de diversos artistas do cenário musical nacional, entre os quais Marcelo Delacroix, Daniel Conti, Bruno Kolh, Carlinhos Patriolino, Luciano Franco, Pachelly Jamacaru, Luizinho Duarte, Zebeto Correa, Manoel Gandra e André Mussalen.

O seu primeiro álbum, “A Caverna dos Sonhos Esquecidos”, foi lançado em abril de 2021, contendo 10 faixas, com a produção de Raul Misturada e com participações de vários intérpretes da vanguarda musical nacional.

O álbum tem um caráter introspectivo, quase biográfico do compositor, em que desfilam sentimentos e impressões sociopoliticas e culturais da nossa atualidade, com a característica contundência das palavras do compositor e ainda trazendo suas harmonias originais. Todas as canções, letra e música do álbum são de autoria de Paulo Araujo.

Em outubro desse mesmo ano de 2021, Paulo Araújo lançou seu segundo disco, “O traficante das canções, que tem como intérprete principal o cearense Marcus Caffe. O álbum conta com primoroso time de artistas instrumentistas, entre os quais Jorge Helder, Carlinhos Patriolino e Swami Jr. O álbum traz ainda os últimos registros fonográficos do grande clarinetista Giltacio dos Santos.

Um passeio pela arte da criação da renda e do bordado sendo manuseado pelo bilro (pequena haste de madeira) é mais um trabalho realizado pela Associação das Rendeiras da Prainha, em Aquiraz, e que o espectador vai conferir no programa. Atualmente, a associação tem 80 rendeiras associadas e recebe o apoio do Centro de Artesanato do Ceará (Ceart).

O Identidade Cultural desta semana será apresentado por Gleick Freitas, com direção de Clara Pinho, produção de Virna Cavalcante e Adriano Alves e edição de imagens de Daniel Cardoso. O programa vai ao ar sempre às 21h de sábado, e a reprise acontece aos domingos, no mesmo horário.

WT/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 500 vezes Última modificação em Quinta, 09 Dezembro 2021 17:33

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500