Principal > Imprensa > Notícias
  Icone EnviarENVIAR PARA UM AMIGO Icone ImpressoraIMPRIMIR Icone VoltarVOLTAR
Notícias Diminuir Fonte Aumentar Fonte
Linha

26.04.2007


A Assembléia Legislativa realizou hoje (26/04), no Plenário 13 de Maio, sessão solene para prestar homenagem póstuma ao ex-deputado federal, poeta e jornalista Gerardo Mello Mourão. A solenidade foi solicitada pelo deputado Professor Teodoro (PSDB) e presidida pelo deputado Gony Arruda (PSDB), vice-presidente da Casa, que destacou a importância da iniciativa aprovada por unanimidade.

Conforme o autor do requerimento, a solenidade é um tributo ao cearense Mello Mourão e uma demonstração do reconhecimento do povo cearense para com o poeta. Professor Teodoro externou sua admiração pelo homenageado e fez uma explanação sobre a vida e a obra do poeta.

De acordo com o parlamentar, além de pertencer às academias brasileiras de Filosofia e de Hagiologia e ao Conselho Nacional de Política Cultural do Ministério da Cultura, Mello Mourão foi candidato ao Prêmio Nobel de Literatura e a uma vaga na Academia Brasileira de Letras (ABL). “Quando reitor da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), tive o privilégio de outorgar a ele o diploma e título de Doutor Honoris Causa da UVA”, complementou o deputado.

Segundo Teodoro, a história do ex-deputado ficará guardada na memória do Ceará, do Brasil e do mundo. “Sua morte foi noticiada no Chile, em Portugal e em todo o Brasil e nós participamos da última homenagem que lhe foi prestada no livro ‘A Saga de Gerardo: um Mello Mourão’, escrito por José Luís Lira”, ressaltou. O livro teve como prefaciador o deputado Professor Teodoro, como ele mesmo informou.

“Rendemos nosso tributo de homenagem a este cearense universal que amou sua terra e sua gente e, desta tribuna, emocionado, reverencio sua memória e transmito à família que nos honra com suas presenças, as minhas homenagens”, finalizou.

O embaixador e filho do homenageado, Gonçalo de Barros Mello Mourão, agradeceu à Casa e afirmou que Mello Mourão foi quem ajudou a divulgar o Ceará para o mundo, através de suas publicações no Chile, Grécia e Portugal. “Meu pai fez muitas coisas durante sua vida, mas ele foi, sobretudo, o poeta que soube cantar sua terra e sua gente”, ressaltou.

O imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), Antônio Olinto Marques da Rocha, elogiou a vida e a obra de Mello Mourão e destacou que foi ele o brasileiro que mais mostrou ao mundo como é o seu País. “Foi Gerardo de Mello Mourão quem interpretou, de fato, o Brasil nos últimos 82 anos. Ele contou em seus romances aquilo que nós somos, como pensamos, como sentimos, amamos e odiamos”, enfatizou.

O advogado, professor e autor do livro “A saga de Gerardo: Um Mello Mourão”, José Luís Lira, explicou como conheceu a obra do poeta e informou que foi em 2003, no Rio de Janeiro, que decidiu escrever o livro em homenagem a Mello Mourão. “Apaixonei-me pela obra dele ainda criança, ele exprimia ternura em sua poesia, foi o maior brasileiro e o maior latino-americano. Hoje sei que é impossível resumir Mello Mourão em um livro”, concluiu.

Também participaram da solenidade o ex-presidente da Câmara dos Deputados e ex-embaixador do Brasil em Portugal, Paes de Andrade; o ex-embaixador do Brasil em Portugal, Dário de Castro Alves; os filhos e nora do homenageado, Tunga Mello Mourão, Bárbara Junqueira Ayres e Maria Mello Mourão.
RB