Principal > Imprensa > Notícias
  Icone EnviarENVIAR PARA UM AMIGO Icone ImpressoraIMPRIMIR Icone VoltarVOLTAR
Notícias Diminuir Fonte Aumentar Fonte
Linha

Dep. Ronaldo Martins (PRB)
26.01.2010


Projeto de lei do deputado Ronaldo Martins (PRB), transformado em projeto de indicação e aprovado pela Assembléia Legislativa em 2009, estabelece horário máximo para apreensão de veículos pelo órgão gestor do trânsito no Estado do Ceará e pela Companhia de Policiamento Rodoviário da Polícia Militar(CPRV). A proposta proíbe a apreensão de veículos automotores após as 22 horas, por motivo de inadimplência ou atraso no pagamento de tributos e multas.

Segundo o parlamentar, o objetivo é “garantir a segurança de condutores que não cometeram qualquer crime, estando apenas inadimplentes com suas obrigações junto ao fisco, nada mais”.

O projeto estabelece ainda que os motoristas cujos veículos forem flagrados nessas condições terão os documentos apreendidos e ficarão de posse de uma notificação oficial para que se apresentem ao órgão gestor do trânsito especificado, no prazo máximo de 24 horas. O veículo será devidamente recolhido, atendendo-se, daí por diante, todos os trâmites previstos na legislação.

Ronaldo argumenta que as blitzes são realizadas em horários cada vez mais diversificados, possibilitando o flagrante de irregularidades que contribuem para o caos nas ruas. Entretanto, com freqüência, são apreendidos veículos por inadimplência em relação a tributos e multas infracionais, em horários inapropriados, do ponto de vista da segurança dos cidadãos.

“Famílias inteiras ficam à deriva nas ruas, nas altas horas da madrugada, sem saber como se locomoverem para suas casas, exatamente por terem seus veículos apreendidos. Ficam a mercê da ação de bandidos, engrossando as estatísticas de criminalidade em nosso Estado”, ressalta Martins.

O projeto de indicação, mesmo aprovado na AL, para entrar em vigor terá que ser acatado pelo governador e enviado em forma de mensagem para votação na Assembleia Legislativa, já que dispõe sobre tema de iniciativa exclusiva do Poder Executivo.

CG