Notícias

Luta do Sasec em defesa dos assistentes sociais é reconhecida em solene na Alece

Por Geimison Maia
07/12/2023 17:09 | Atualizado há 2 meses

Compartilhe esta notícia:

- Foto: Dário Gabriel

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) celebrou, na tarde desta quinta-feira (07/12), no Plenário 13 de Maio, os 60 anos do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Ceará (Sasec) - data oficialmente comemorada em 03 de dezembro. 

A deputada Larissa Gaspar (PT), subscritora do requerimento da homenagem, ressaltou que esse é um “sindicato muito comprometido com a luta pelos direitos dos e das assistentes sociais”. Ela ainda enfatizou a importância desses profissionais em áreas como saúde, educação, proteção social, segurança alimentar, entre outras. 

Participando de forma virtual, o deputado Renato Roseno (Psol), requerente da sessão solene, lembrou que o Sasec é “um dos sindicatos mais antigos do Ceará”. De acordo com ele, no Brasil, existem quase 200 mil assistentes sociais - sendo que cerca de 12 mil deles atuam no Estado. 

Renato Roseno lamentou ainda a desvalorização desses profissionais, que ocorre por meio de salários baixos e desrespeito aos pisos salariais, pelo descumprimento da carga-horária de 30h/semanal, pela existência de assédio e pela ausência de concursos públicos na área. 

Ravena Guimarães, presidente do Sasec, destaca lutas da instituição / Foto: Dário Gabriel

A presidente do Sasec, Ravena Guimarães, afirmou que a instituição, “ao completar essas seis décadas, celebra uma jornada repleta de muitas lutas, conquistas e valores inabaláveis”.  Ela lembrou momentos históricos importantes, como as lutas contra a Ditadura Militar e pela redemocratização do País, a contribuição com o avanço das políticas de seguridade social e o combate à precarização das relações de trabalho. 

Entre as conquistas da categoria, ela citou a jornada de trabalho de 30h/semanal, a aprovação da lei que inclui os profissionais da assistência social na educação básica e a conquista de convenção coletiva de trabalho para os profissionais terceirizados. E, entre as principais lutas, Ravena Guimarães destacou a busca pelo piso salarial e a realização de concursos públicos. “Continuamos firmes na nossa missão, conscientes dos desafios cotidianos da classe trabalhadora”, garantiu.

De acordo com a vereadora de Fortaleza Adriana Gerônimo (Psol), que é assistente social, tanto o Sasec como o Conselho Regional do Serviço Social (Cress) são entidades comprometidas tanto com as lutas profissionais coletivas como com a “transformação social da nossa sociedade”. 

Durante a solenidade, o Sasec e 20 profissionais da área foram homenageados com certificados. Falando em nome delas, Juliana Maranhão, integrante do Conselho Fiscal do Sasec, agradeceu pela homenagem e lembrou que, neste ano, também são comemorados os 30 anos do Código de Ética da/o Assistente Social. Juliana Maranhão avaliou que este é um momento importante de defesa da categoria profissional, que, segundo ela, é “vinculada a um projeto de construção de uma nova sociabilidade, dos direitos humanos e da justiça social”. 

Também estiveram presente na mesa da sessão solene a presidenta do Cress, Ana Paula Silveira; a ex-presidenta do Sasec Roseli Ferreira da Silva; o supervisor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese Ceará), Reginaldo de Aguiar, e a coordenadora de Finanças do Centro Acadêmico Livre do Serviço Social (Calss) da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Laíza Dutra Farias. 

 Edição: Clara Guimarães

Veja também