Notícias

Milhares de pessoas aproveitam serviços gratuitos na 2ª edição do Vem pra Alece

Por Gleydson Silva
28/04/2024 15:32 | Atualizado há 1 mês

Compartilhe esta notícia:

- Foto: José Leomar

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará promoveu, na manhã deste domingo (28/04), a 2ª edição do Vem pra Alece. De acordo com a organização do evento, cerca de cinco mil pessoas aproveitaram uma programação diversificada, com a prestação de diversos serviços gratuitos.

O evento contou com programação cultural, de lazer, ações voltadas para a cidadania, direitos da mulher, saúde, educação, cultura, espaço infantil, sustentabilidade, inclusão, empreendedorismo, apresentação dos serviços prestados pelo Corpo de Bombeiros do Ceará, com direito a passeio no caminhão de combate a incêndio, e muito mais.

O presidente da Alece, deputado Evandro Leitão (PT), afirmou que o Vem pra Alece é mais um fruto do compromisso de fazer da Casa um parlamento aberto, inclusivo,  que respeita as pessoas e suas diferenças. Ele enalteceu o reconhecimento das ações que a Alece tem implementado nos últimos anos.

“A nossa Assembleia está entre as quatro mais transparentes de todo o Brasil. Um parlamento aberto é ser transparente, é ter essa proximidade com a população. Por isso, desde 2021, nós iniciamos uma verdadeira andança em todo o estado do Ceará. Fomos a quatorze macrorregiões administrativas do nosso Estado, levando a Assembleia, levando as sessões plenárias e levando os nossos serviços”, ressaltou.

No palco principal do Vem pra Alece, Evandro Leitão lançou três novidades na Comunicação da Casa. O primeiro é o canal da Assembleia no WhatsApp, com o qual a população pode acompanhar os principais acontecimentos do Legislativo cearense pelo celular. O segundo produto é o novo programa conjunto das emissoras de rádio e TV da Assembleia, o Na Alece Tem, apresentado pela jornalista Magnólia Paiva, nas terças-feiras. Por fim, o presidente anunciou as novas marcas das emissoras: Alece TV e Alece FM.

“Através dessas novas marcas, nós queremos nos conectar ainda mais forte com a sociedade. Pode, a alguns, parecer que isso é uma coisa simples, mas não. Isso aí é uma forma de estarmos cada vez mais próximos, nos conectando com a sociedade, com a população da maneira geral”, pontuou o presidente.  

O chefe do Legislativo também visitou as tendas do Vem pra Alece, como a do Centro Inclusivo de Atendimento para o Desenvolvimento Infantil (Ciadi), da Cidadania, do Empreendedorismo, da Procuradoria Especial da Mulher (PEM) e o espaço de autocuidado do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense (MMLC). Ele participou ainda do aulão do programa Alcance e da homenagem aos estudantes de escolas cearenses premiados em olimpíadas científicas e de conhecimento, organizada pelo Instituto de Estudos e Pesquisas para o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp).

O diretor Legislativo da Alece, Fabrício Machado, avaliou que o evento é um exercício da cidadania e um compromisso do presidente Evandro Leitão de fazer a Assembleia um exemplo de parlamento aberto, dialogando com a sociedade. “A população, ela vem para a Assembleia, dispõe de vários serviços de atendimento, seja na área da saúde, seja na área da cidadania, e tem a oportunidade de conhecer o espaço cujo poder ela detém. A gente nunca pode deixar de ressaltar que o exercício principal, titular do poder, são os cidadãos. Então, a população vem se apropriar do seu espaço, o espaço que lhe pertence. E essa é uma oportunidade”, enfatizou.

Coordenadora-geral do Vem pra Alece, Luíza Martins - Foto: José Leomar

 

Para a coordenadora-geral do Vem pra Alece, Luíza Martins, o evento já é um sucesso. Ela almeja que ele seja incorporado permanentemente no calendário de eventos da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. Segundo ela, entre as novidades desta segunda edição estão um maior conforto nos atendimentos e novos parceiros, como a Secretaria da Proteção de Animal do Ceará. Além desses, Luíza destaca a parceria renovada com órgãos e instituições como o Centro Frei Humberto e a Feira Caroá, na feira de orgânicos; empresas que integram o Sistema S, dispondo de cortes de cabelos, ações de cidadania e outras ações, assim como os órgãos da Casa.

“O Departamento de Saúde da Alece está em peso aqui, dispondo de serviços gratuitos para a população. Temos o pessoal da cultura, com apresentações de vencedores do nosso Festival de Arte e Cultura, que a gente faz nas macrorregiões do Estado, nas Assembleias Itinerantes. Então é uma diversidade de coisas, tudo acontecendo ao mesmo tempo para a nossa população”, observou Luíza Martins.

A moradora do bairro São João do Tauape Camila Nascimento, autônoma, trouxe os filhos para o evento e avaliou positivamente a iniciativa da Assembleia. "É minha primeira vez aqui. Está muito maravilhoso, eles estão gostando muito. A Assembleia está de parabéns de movimentar esse domingo aqui para a comunidade. A gente já passou nas brincadeiras, fomos ao Memorial e ao lançamento do livro. Está sendo um domingo bem diferenciado e bem produtivo", relatou.

CULTURA

Foto: Bia Medeiros

 

O palco principal do Vem pra Alece contou com apresentações de banda de forró; reisado Brilho do Sol; Dança Toré Puxado, da etnia Kanindé; do humorista Irmão Kabaça, de Iguatu, e do Grupo Visão Musical, formado por pessoas com deficiência visual. Os artistas foram premiados nos festivais culturais das Assembleias Itinerantes realizados nas macrorregiões do Sertão Central, Maciço de Baturité e Centro-Sul.

A coordenadora e professora da Escola Indígena Manoel Francisco dos Santos, de Aratuba, acompanhando o grupo de dança Toré Puxado, da etnia Kanindé, viu a participação no Vem pra Alece como uma oportunidade para os povos indígenas, para a cultura e, principalmente, para o povo Kanindé mostrarem para todos a sua cultura e tradições. “A gente acha também de suma importância estar trazendo os jovens, tendo em vista que a gente já tem as nossas lideranças tradicionais, que começaram todo esse processo de luta para que a gente tivesse esse espaço de fala. Hoje em dia a gente está colocando os jovens nesse caminho também de protagonismo para aprender e trilhar o caminho que já foi seguido pelas lideranças", disse.

De acordo com a aposentada e artesã nas horas vagas Maria Adail Marinho, dar esse espaço para apresentações culturais também é dar chance de a população conhecer melhor as tradições do Ceará e suas regiões. “A gente tem que valorizar o que é nosso, da nossa terra. Quando eles falaram Boa Viagem (município), eu fiquei mais feliz ainda, pois é a minha terra. Eu estou amando e gostando muito. Existem muitos talentos por aí afora que são excelentes. Tem muita coisa artesanal e bonita. Eu dou valor ao que é aqui da terra", enfatizou.

O Vem pra Alece conta com a parceria do Governo do Estado do Ceará, Sistema Fecomércio e Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

 

Edição: Clara Guimarães

Veja também