Notícias

Alece abre inscrições para seminário sobre atenção a vítimas de violência armada

Por Pedro Emmanuel Goes / com Assessoria
24/05/2024 16:10 | Atualizado há 3 semanas

Compartilhe esta notícia:

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) inicia, nesta sexta-feira (24/05), inscrições para o seminário "Cuidando em Rede 2: Fluxo de atenção para vítimas de violência armada”. O evento acontecerá no dia 7 de junho, a partir das 8h, no Auditório Murilo Aguiar - anexo I da Alece.

O evento é uma realização da Alece, por meio do Cada Vida Importa - Comitê de Prevenção e Combate à Violência, do Escritório Frei Tito de Alencar, da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania e da Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace).

O seminário, aberto ao público interessado, tem como objetivo debater o contexto da violência armada no Ceará e no Brasil, assim como a forma como grupos violentos têm ocupado e se deslocado nos territórios. Serão destacadas também práticas exitosas de atendimento a vítimas de violência por meio de políticas públicas.

As inscrições podem ser feitas, de forma gratuita, neste linkO público-alvo são profissionais da rede especializada no atendimento a vítimas de violência, além de pesquisadores, estudantes e outros profissionais que atuam com pessoas e famílias em situação de violência. As vagas são limitadas.

 

PROGRAMAÇÃO

A programação do seminário vai abordar temas relacionados à violência armada, políticas de prevenção à violência e de atendimento às vítimas. Os mediadores das mesas de discussão serão o deputado Renato Roseno (Psol), que preside a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania e o Comitê de Prevenção e Combate à Violência da Alece, e Patrícia Oliveira, coordenadora do Escritório Frei Tito.

Pela manhã, o evento inicia com a mesa “A violência armada no Brasil e as particularidades das ações violentas no Ceará”. A palestra será conduzida pela antropóloga e professora do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF) Jacqueline Muniz, juntamente com o sociólogo e professor do Departamento de Sociologia da UFC e coordenador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV/UFC), Luiz Fábio Paiva, e a assistente social e assessora técnica do Comitê de Prevenção e Combate à Violência da Alece Ingryd Melyna.

A tarde, será a vez de os presentes discutirem o tema “Políticas públicas de atendimento a vítimas de violência armada e redes complementares”. Os palestrantes serão a coordenadora de Proteção para a Delegação Regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Marta Gomes; a socióloga e professora do Departamento de Ciências Sociais da Uece Camila Holanda e o doutor em Psicologia e cientista de dados do Comitê de Prevenção e Combate à Violência da Alece Roger Sousa.

FORMAÇÃO

O seminário "Cuidando em Rede 2: Fluxo de atenção para vítimas de violência armada” dará início também a uma formação de 100 profissionais que atuam na rede especializada, em serviços ou instituições que atendem diretamente às vítimas de violência armada no Ceará. 

O objetivo é alinhar os fluxos e fortalecer a comunicação entre os serviços para o atendimento a vítimas diretas e indiretas da violência armada.

A formação segue por quatro semanas, restrita a profissionais indicados pelos serviços e instituições que atuam no atendimento a vítimas de violência armada.

SERVIÇO

Seminário "Cuidando em Rede 2: Fluxo de atenção para vítimas de violência armada”.

Data: 7 de junho, às 8h.

Local: Auditório Murilo Aguiar, no anexo I da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Inscrições: Os interessados podem se inscrever gratuitamente através deste link. Vagas limitadas.

Outras informações: (85) 3277.2789.

Edição: Clara Guimarães

Veja também